Ana de Alencar :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Ana de Alencar

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Ana Maria Amorim de Alencar nasceu em Salvador, Bahia, a 4 de dezembro de 1952. Morou na França por duas vezes: de 1954 a 1959 e de 1967 a 1979. Viveu na Argélia de 1965 a 1966 e teve sua formação escolar nesses países.

Realizou a graduação e o mestrado em Letras na Université Paris VII e doutorou-se em Ciencia da Literatura (Semiologia) na UFRJ, onde leciona nos cursos de Graduação e de Pós Graduação da Faculdade de Letras, desde 1980. No período de 1978 a 1979, ministrou aulas de Português e Francês (Institut de Formation Professionnelle Continue), e de Literatura Francesa (Institut d'Enseignement Professionnel et Commercial), em Paris. Foi também professora de Língua e Literatura Francesa na PUC-RJ, de 1981 a 1983.

Tradutora literária do francês para o português e do português para o francês, traduz também nas áreas de psicanálise, filosofia e teoria literária. Atualmente, traduz apenas os textos que interessam em suas pesquisas.

Atua como intérprete (português-francês/francês-português) e costuma escrever sobre a prática de tradução, sendo frequentemente convidada a falar sobre tradução literária, simultânea e tradução em geral. Segundo ela, que traduz por vezes com a ajuda da filha, Sabira, e em parceria com a irmã, Angela, ambas tradutoras, um bom tradutor precisa saber muito bem ler e ter ouvido para a poesia.

Verbete publicado em 8 de May de 2007 por:
Dina Omar
Marie-Hélène Catherine Torres

Modificado em 18 de June de 2007

Bibliografia

Traduções Publicadas

Do francês

Blanchot, Maurice. Pena de morte. [Por: Ana Maria de Alencar]. Rio de Janeiro: Imago, 1991.  (L'Arrêt de Mort).

Deguy, Michel. Por uma razão poética. [Por: Ana Maria de Alencar]. In: Revista Argumento, n. 3, 2004. (Pour une raison poétique).

Didier-Weill, Alain. Os Três Tempos da Lei. [Por: Ana Maria de Alencar]. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.  (Les Trois Temps de la Loi). 

Krajcberg, Frans. Destruição. [Por: Ana Maria de Alencar]. Marseille: Materia Prima, 2005. (Destruction).  Tradução dos ensaios: Là où sont nos racines, Feux et lieux de l'humanité sur la terre, Une écologie de la libération humaine, Menaces sur la biodiversité, Les jardins du feu : évolution et transformisme, La contribution du feu dans les arts visuels, Extraits du discours - Sommet des Industriels de Davos.

Para o francês

Fucks, Betty. "Adieu à Jacques Derrida". [Por: Ana Maria de Alencar]. In: Revue Oedipe, www.oedipe.org/fr/actualites/derridafucks, 2005. (Adeus a Jacques Derrida). 

Helena, Lucia."En réécrivant le naturalisme : Macabéa, le visage et le destin". [Por: Ana Maria de Alencar]. In: Revista Excavatio, Toronto, Canadá, vol 21/1-2, p. 95-105, 2006. (Reescrever o naturalismo: Macabéa, o rosto e o destino).

Ribeiro, Darcy. Utopie sauvage : souvenirs de l'innocence perdue. [Por: Ana Maria de Alencar]. Paris: Gallimard, 1990. (Utopia Selvagem – Saudades da inocência perdida).

Rudge, Ana Maria. "La pulsion de mort dans la clinique psychanalytique". [Por: Ana Maria de Alencar]. Marseille: Revista Cliniques Méditerranéennes, 2006. (A pulsão de morte na clínica psicanalítica).

Obra própria

Alencar, Ana Maria de. "As margens do pântano". In: Margens na literatura, Rio de Janeiro: Numem, 1995.

Alencar, Ana Maria de. "O que é o fait divers? Considerações a partir de Roland Barthes". In: Casa Nova, Vera e Glenadel, Paula (Org). Viver com Barthes. Rio de Janeiro: 7Letras. 2005, p.115-128.

Alencar, Ana Maria de ; Rosa, Edson-UFRJ. "Viagens de estrangeiros". In: History of Latin American Literatures, University of Toronto e Oxford Press, 1999.

Alencar, Ana Maria de. "As poéticas do simbolismo na cena da modernidade". In: Poéticas e manifestos que abalaram o mundo. Revista Tempo Brasileiro, nº 127, 123/136, out.-dez., 1996.

Alencar, Ana Maria de; Moraes, Ana Lúcia. "As Oficinas de escrita e Oulipo". In: Revista Terceira Margem, 2005. 

Alencar, Ana Maria de. "Derrida e a psicanálise".In:Documentos, revista do Corpo Freudiano do Rio de Janeiro, Escola de Psicanálise, ano 7, n. 17, 2001. ISSN:1518-3807.

Alencar, Ana Maria de. "Em torno da concepção do tempo em Freud (a biografia no Nachträglichkeit da teoria)". In: Revista Documentos do Corpo Freudiano do Rio de Janeiro – Escola de Psicanálise. ano 6, n. 16, novembro de 2000. ISSN: 1518-3807. 

Alencar, Ana Maria de. "Notas sobre La Symphonie pastorale". In: Revista ALEA – Estudos Neolatinos, vol. 1. Rio de Janeiro, Contra Capa, set.1999.

Prefácio

Calmon, Jean. O Dom Quixote de Foucault. Rio de Janeiro: E-papers. 2003. Prefácio por Ana Maria de Alencar.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.