:: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Um mapa dos tradutores literários no Brasil

Este dicionário é um dos desdobramentos do projeto integrado Tradução, Tradição e Inovação: o papel das traduções do alemão, espanhol, francês, italiano e latim no sistema literário brasileiro (1970-2005), do Grupo de Pesquisa Literatura Traduzida, e tem como objetivo fazer um levantamento dos tradutores literários no Brasil e traçar o seu perfil. Um dos efeitos deste levantamento é oferecer visibilidade a este intermediário de culturas que continua persistentemente subvalorizado, apesar do importantíssimo papel que desempenha na formação e no funcionamento de nosso sistema literário. O projeto, aprovado pelo CNPq, conta com pesquisadores professores dentre os quais dois são bolsistas de produtividade do CNPq - e estudantes. A publicação online é de responsabilidade do Núcleo de Tradução da UFSC que tem várias pubicações sobre tradução, entre elas, a série Clássicos da Teoria da Tradução.

A partir dos dados do Index Translationum, publicação da UNESCO que compila as traduções feitas no mundo e que constitui o mais amplo e respeitado repertório sobre o assunto, e de pesquisas bibliográficas em bibliotecas e em sites, estabeleceram-se alguns critérios para a escolha dos tradutores incluídos nesta etapa inicial, em que estarão representados apenas uma fração dos milhares de tradutores existentes no país.

Em primeiro lugar, este é um dicionário de tradutores de textos literários, e consideramos por textos literários os textos de ficção, poesia, teatro, biografias, autobiografias, correspondência, diários, ensaios e, em alguns casos, obras de história, oratória, e certo tipo de histórias em quadrinhos. Em segundo, lugar, optamos por incluir inicialmente os tradutores mais representativos, entre eles os tradutores-escritores, os tradutores que traduziram obras relevantes do ponto de vista estético ou histórico e também os tradutores que traduziram um grande número de obras. À medida em que o projeto for avançando, e contar com mais recursos humanos e financeiros, ampliaremos o leque a outros tradutores.

As informações dos verbetes são fruto de muitas pesquisas, incluídas aí aquelas fornecidas por alguns dos tradutores, que têm se mostrado muito receptivos para com esta iniciativa. Inspirados em idéias defendidas por Antoine Berman e Anthony Pym, teóricos para quem importam não apenas a figura discursiva mas também material do tradutor, elaboramos critérios para a confecção dos verbetes e um questionário destinado aos tradutores. Nesse questionário, as perguntas cobriam múltiplos aspectos da atividade do tradutor, entre eles sua trajetória de vida, método de trabalho e concepção da atividade tradutória.

Vários instrumentos foram utilizados para chegarmos às informações biobibliográficas dos verbetes. Além do contato direto com os tradutores, foram de especial valia a plataforma Lattes, do CNPq, e os sites da Associação Brasileira de Tradutores, do Sindicato dos Tradutores, da Câmara Brasileira do Livro, do projeto Releituras e também as listas e páginas pessoais de tradutores. As editoras foram também, em geral, bastante receptivas ao projeto, facilitando o contato com seus tradutores. Foi feita ainda ampla consulta a edições eletrônicas (incluindo os arquivos de anos anteriores) de jornais e revistas, onde foi localizado um riquíssimo material, que inclui artigos, resenhas, entrevistas e uma variada iconografia. Demos particular atenção à leitura dos chamados paratextos, presentes nas traduções: prefácios, posfácios e notas do tradutor, que consultamos em nossa biblioteca de textos traduzidos, atualmente em processo de formação.

Cabe lembrar que este dicionário possibilitará a todos os interessados conhecer o perfil do tradutor literário brasileiro, este profissional que nos permite o acesso a textos publicados em línguas desconhecidas, mas que nem sempre é citado, com o devido destaque, nos catálogos, formulários de compra de livrarias online e bibliografias. Por ser uma publicação online, ela está necessariamente aberta a correções e melhoramentos. De particular importância é a inclusão em cada verbete de excertos de textos traduzidos, de forma que o leitor poderá ter um contato direto, ainda que limitado, com o trabalho dos tradutores.

Os verbetes foram escritos conjuntamente por estudantes-pesquisadores e professores orientadores e levam a assinatura de ambas as partes. Esses verbetes serão atualizados de forma regular.

Esperamos que este Dicionário se torne uma referência para todos os interessados em tradução literária e contribua para um maior conhecimento e valorização do trabalho dos tradutores literários no Brasil.

Andréia Guerini
Marie-Hélène Torres
Walter Carlos Costa



Apresentação | Créditos | Contato

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2007 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.

HTML 4.01 Strict válido! CSS Válido!