Vera Horn :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Vera Horn

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Vera Horn nasceu no Rio de Janeiro, em 1965. É formada em Língua e Literatura Portuguesa e Italiana, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, e tem mestrado em Língua e Literatura Italianas, pela USP, com a dissertação: Tommaso Landolfi e a Ficção Narcisista.

Suas primeiras traduções foram algumas obras de Giacomo Leopardi para a Nova Aguilar, organizadas por Marco Lucchesi, enquanto ainda estudava Italiano na UFRJ. Vera traduz sempre do italiano, e Leopardi é o autor que mais traduziu até hoje. Além de tradutora, Vera é professora; leciona Língua e Literatura Portuguesas em instituições de ensino médio, sendo essa a sua principal ocupação.

Atualmente, dedica-se ao seu doutorado em Italianística, com o título: La conquista dell'Italia. Il problema dell'altro. Letteratura, migrazione e canone nell'Italia attuale, que está sendo realizado pela Universitá di Pisa, Itália, onde reside desde 2000.

Verbete publicado em 3 de May de 2007 por:
Ana Paula M. Raso
Andréia Guerini

Excertos de traduções

Excerto de As duas solteironas, de Tommaso Landolfi. Tradução de Vera Horn.

CAPITOLO PRIMO

CAPÍTULO UM

In uno scuorante quartiere d’una città essa medesima per tanti versi scuorante, al primo piano d’una casa borghese vivevano due zittelle colla vecchia madre. E buon per il lettore ch’io non sento il dovere, che a quanto sembra altri sente imperioso, di descrivere minutamente simili luoghi! Ce ne sarebbe di che fare entrar le paturnie al meglio disposto. Con che costrutto non so vedere; dunque cercherò di limitarmi qui ai cenni strettamente indispensabili, che sarà fin troppo.

Num bairro desanimado de uma cidade por sua vez também desanimada, no primeiro andar de uma casa burguesa, viviam duas solteironas com a mãe idosa. E é bom para o leitor que eu não me sinta no dever, que pelo visto outros acham imperioso, de descrever minuciosamente aquele lugar! Até o sujeito mais bem humorado se irritaria. E depois, para quê, não sei; portanto, me limitarei aqui às particularidades estritamente indispensáveis, o que já é demais.

Il quartiere era tutto risonante di nomi di patrie battaglie, come sarebbe Montebello, Castelfidardo e simili, le quali vie sboccavano in una piazza denominata appunto Indipendenza, o le correvano nei pressi. Pure, tanta gloria era lì fuori di posto, per non dire addirittura sconveniente, e ad ogni modo non riusciva a turbare in nulla la tranquilla, degna e un poco sonnolenta vita degli uomini e delle cose.

O bairro todo ressoava a nomes de batalhas nacionais, como Montebello, Castelfidardo e similares, e as ruas desembocavam numa praça chamada Independência, ou passavam nos seus arredores. Mas ali toda essa glória era fora de propósito, para não dizer inconveniente, e de qualquer maneira não conseguia perturbar em nada a tranqüila, digna e meio sonolenta vida dos homens e das coisas.



Landolfi, Tommaso. As duas solteironas. [Por: Vera Horn]. Rio de Janeiro: Imago, 1997. (Le due zittelle).

Bibliografia

Traduções Publicadas

Da Ponte, Lorenzo. Memórias. [Por: Vera Horn]. Rio de Janeiro: Lacerda Editores, 1998. (Memorie).

Infranca, Antonino. Tecnécrates. [Por: Vera Horn; Maria do Rosário Toschi]. São Paulo: Praxis, 2004. (Tecnecrate).

Landolfi, Tommaso. As duas solteironas. [Por: Vera Horn]. Rio de Janeiro: Imago, 1997. (Le due zitelle).

Leopardi, Giacomo. “Pensamentos”. [Por: Vera Horn]. In: Giacomo Leopardi. Poesia e Prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996. (Pensieri).

Leopardi, Giacomo. “Miscelânea de pensamentos”. [Por: Vera Horn]. In: Giacomo Leopardi. Poesia e Prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996. (Zibaldone di Pensieri).

Leopardi, Giacomo. “Discurso sobre o estado atual dos costumes dos italianos”. [Por: Vera Horn]. In: Giacomo Leopardi. Poesia e Prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996. (Discorsi sopra lo stato presente dei costumi degli italiani).

Leopardi, Giacomo. “Carta aos Srs. Compiladores da Biblioteca Italiana”. [Por: Vera Horn]. In: Giacomo Leopardi. Poesia e Prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996. (Lettera ai Signori Compilatori della Biblioteca Italiana).

Patrizi, Giorgio. “Modelos de poesia para modelos de comportamento: a neovanguarda italiana dos anos sessenta”. [Por: Vera Horn]. In: Wataghin, Lucia (org.). Vanguardas. Brasil e Itália. São Paulo: Ateliê, 2003. (Modelli di poesie per modelli di comportamento: la neoavanguardia italiana degli anni Sessanta).

Pera, Pia. Diário de Lô. [Por: Vera Horn]. Rio de Janeiro: Objetiva, 1997. (Diario di Lo).

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.