Sonia Moreira :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Sonia Moreira

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Sonia de Sousa Moreira nasceu dia 27 de dezembro de 1967 no Rio Janeiro. É bacharel em Letras inglês e português com habilitação em tradução e licenciada em português e literatura de língua portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, mesma universidade onde fez seu mestrado em Literatura Brasileira.

Sua experiência em tradução começou quando ainda cursava a graduação em inglês/ português na universidade. No próprio curso existia uma matéria que dava a possibilidade de os alunos traduzirem textos que geralmente se voltavam para artigos que os próprios professores da universidade gostariam de ver traduzidos. Foi quando teve a possibilidade de traduzir um artigo do estudioso norte-americano Stanley Fish que, mais tarde, depois de revisado, foi publicado pela revista paLavra, do departamento de letras da PUC-Rio na época. Ainda cursando a graduação, Sonia traduziu textos para o mercado externo à universidade. Sua primeira tradução literária também surgiu dos trabalhos universitários, dois anos depois, após fazer a tradução do livro Transparent Things, de Vladimir Nabokov.

O interesse de Sonia pela tradução surgiu do gosto pela leitura e da paixão pela literatura. Hoje em dia, sua principal atividade profissinal é a tradução. Traduz basicamente livros de ficção, mas já traduziu também livros de não-ficção nas áreas de estudos bíblicos, psicologia, ciências sociais e história. Em 2007, Sonia começou a dar aulas de tradução, no curso de Formação de Tradutores da PUC-Rio.

Verbete publicado em 21 de November de 2008 por:
Flavia Pala
Andréia Guerini

Bibliografia

Traduções Publicadas

McCullers, Carson. O coração é um caçador solitário. São Paulo: Companhia das Letras, 20007. (The heart is a lonely hunter).

Lethem, Jonathan. A fortaleza da solidão. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. (The fortress of solitude).

Ozick, Cynthia. O xale. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. (The Shawl).

Ozick, Cynthia. Vagalumes e parasitas. São Paulo: Companhia das Letras, 2005. (Heir to the Glimmering World).

Hustvedt, Siri. O que eu amava. São Paulo: Companhia das Letras, 2004. (What I Loved).

Joss, Morag. Música fúnebre. São Paulo: Companhia das Letras, 2003. (Funeral Music).

Berman, Marshall. Aventuras no marxismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2001. (Adventures in Marxism).

Honan, Park. Shakespeare: uma vida. São Paulo: Companhia das Letras, 2001. (Shakespeare: a Life).

Alvarez, A. O deus selvagem: um estudo do suicídio. São Paulo: Companhia das Letras, 1999. (The Savage God: A Study of Suicide).

Salter, James. Um esporte e um passatempo. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1997. (A Sport and a Pastime).

Friedman, Richard Elliott. O desaparecimento de Deus: um mistério divino. Rio de Janeiro: Imago, 1997. (The Disappearance of God – A Divine Mystery).

Golb, Norman. Quem escreveu os Manuscritos do Mar Morto? Rio de Janeiro: Imago, 1996. (Who Wrote the Dead Sea Scrolls?).

Abish, Walter. Febre do eclipse. Rio de Janeiro: Imago, 1994. (Eclipse Fever).

Mitchell, Stephen. O evangelho segundo Jesus: uma nova tradução e guia de seus ensinamentos para cristãos e não cristãos. Rio de Janeiro: Imago, 1994. (The Gospel According to Jesus – A New Translation and Guide To His Essential Teachings for Believers and Unbelievers).

Go, Shizuko. Réquiem. Rio de Janeiro: Record, 1994. (Edição produzida a partir da tradução de Geraldine Harcourt para o inglês intitulada Requiem. Título original japonês Rekuiemu.)

Osborne, Elsie. Compreendendo seu filho de 7 anos. Rio de Janeiro: Imago, 1993. (Understanding your 7 year old).

Miller, Lisa. Compreendendo seu filho de 8 anos. Rio de Janeiro: Imago, 1993. (Understanding your 8 year old).

Follett, James. U700. Rio de Janeiro: Record, 1993. (U700).

Nabokov, Vladimir. Coisas Transparentes. Rio de Janeiro: Imago, 1992. (Transparent Things).

Williams, Tennessee. 49 contos. São Paulo: Companhia das Letras, 2006. (Collected Stories) (Contos traduzidos por Alexandre Hubner, Fernando de Castro Ferro, Jorio Dauster e Sonia Moreira.)

Stoker, Bram. “A selvagem”. In: Alberto Manguel (org.). Contos de horror do século XIX. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

Fish, Stanley. “Como reconhecer um poema ao vê-lo”. In: paLavra, nº 1. Rio de Janeiro: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 1993. (“How to recognize a poem when you see one”).

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.