Rachel de Queiroz :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil



Rachel de Queiroz

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Rachel de Queiroz nasceu em Fortaleza em 17 de Janeiro de 1910 e faleceu no Rio de Janeiro em 4 de novembro de 2003. Destacou-se incursionando desde cedo no jornalismo, na literatura e na militância política. Em resumo, pode-se dizer que Rachel de Queiroz foi jornalista, romancista, cronista, teatróloga e tradutora, tendo feito dezenas de traduções literárias. Foi a primeira mulher a entrar para a Academia Brasileira de Letras, onde ocupou a Cadeira de número 5, na sucessão de Candido Motta Filho, em 4 de Novembro de 1977.

Ao longo da carreira literária, Rachel de Queiroz publicou uma grande diversidade de crônicas, romances e teatros. Nos decênios de 1940 a 1970, traduziu mais de 50 obras literárias do inglês e do francês, e também de outras línguas em tradução indireta. Dentre os autores traduzidos destacam-se Dostoiévski, A. J. Cronin, Balzac, Jane Austin, Júio Verne, Agatha Christie, Emily Brontë e Charlie Chaplin. Embora suas publicações não remetam a escritas femininas, grande parte das obras traduzidas por ela remetem à força da mulher na literatura em virtude da influência da esposa do fundador da editora José Olympio, Vera Pacheco Jordão, que escolhia as obras a serem traduzidas por Queiroz para a editora.

Aos 90 anos, Rachel de Queiroz afirmou que escrevia por necessidade, por seu sustento e não por prazer. Contudo, recebeu diversos prêmios, tais como o prêmio Machado de Assis e o prêmio Nacional de Literatura de Brasília, ambos pelo conjunto de sua obra, e foi a primeira mulher a receber o prêmio Camões, o maior prêmio da língua portuguesa. Conviveu com grandes autores da literatura brasileira e é conceituada até hoje como uma das grandes escritoras e tradutoras do séc. XX.

Aos poucos, surgem novos estudos sobre a Rachel de Queiroz tradutora no Brasil, o que possibilitou o mapeamento de suas traduções, com destaques para os trabalhos de Priscila Pellegrino de Olveira (As traduções de Rachel de Queiroz na década de 40 do século XX, UFJF, 2007); de Ítalo Gurgel (“Rescrevendo a bibliografia de Rachel tradutora”, Scriptorium, 2010) e das autoras Germana H. P. Sousa, Lorena Rabelo e Lorena Timo (“Escritores brasileiros tradutores: o caso Rachel de Queiroz”, 2015).

 

Verbete publicado em 16 de dezembro de 2015 por:
Eliane Gabriela Gonçalves
Luiza Kaviski Faccio
Pablo Cardellino
Marie-Hélène Catherine Torres

Excertos de traduções

Excerto de Mansfield Park, de Jane Austen. Tradução de Rachel de Queiroz.

The little girl performed her long journey in safety, and at Northampton was met by Mrs. Norris, who thus regaled in the credit of being foremost to welcome her, and in the importance of leading her in to the others, and recommending her to their kindness.

A menina fez a longa viagem sem novidade: em Northampton foi entregue a Mrs. Norris, que dessa maneira se sentiu muito lisonjeada por ser a mais indicada para receber a menina e pela importância que se dava em apresentar a garota aos outros parentes, recomendando-a à bondade deles.

Fanny Price was at this time just ten years old, and though there might not be much in her first appearance to captivate, there was, at least, nothing to disgust her relations. She was small of her age, with no glow of complexion, nor any other striking beauty; exceedingly timid and shy, and shrinking from notice; but her air, though awkward, was not vulgar, her very kindly, and Sir Thomas seeing how much untoward gravity of deportment – and Lady Bertram, without taking half so much trouble, or speaking one word where he spoke ten, by the mere aid of a good-humored smile, became immediately the less awful character of the two.

Fanny Price tinha nesta ocasião justamente dez anos e embora à primeira vista sua aparência não fosse muito cativante, não tinha, pelo menos, nada que pudesse desgostar dos parentes. Era pequena para a idade, de compleição pouco atraente e sem nenhuma beleza especial; excessivamente tímida e acanhada, retrai-se por qualquer observação. Sua aparência, embora desajeitada, não era vulgar; a voz era doce e, quando falava, sua fisionomia se tornava bonita. Sir Thomas e Lady Bertram, sem muito trabalho, dizendo uma só palavra enquanto ele dizia dez, apenas com o auxílio de um sorriso, imediatamente se tornou menos temível.

 

 

Austen, Jane. Mansfield Park. Philadelphia: Carey & Lea., 1832, p. 10-11.

Austen, Jane. Mansfield Park. [Por: Rachel de Queiroz) Rio de Janeiro: José Olympio, 1942, p. 10.

Bibliografia

Traduções Publicadas

Agnon, Shmuel Yoseph. Noivado e outros contos. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: Ópera Mundi, 1973. (The Bridal Canopy). Contos.

Auclair, Marcelle. Viva jovem! [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: Agir, 1973. (Vers une vieillesse heureuse). Romance.

Austen, Jane. Mansfield Park. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1942. (Mansfield Park). Romance.

Balzac, Honoré de. A mulher de trinta anos. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1948. (La femme de trente ans). Romance.

Bard, Mary. O doutor meu marido: Confissão da esposa de um médico. [Por: Maria Luiza de Queiroz & Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1952. (The doctor wears three faces). Romance.

Baum, Vicki. Helena Wilfuer. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1944. (Stud. chem. Helene Willfüer). Romance. Tradução indireta do alemão. Língua intermediária: inglês.

Bellamann, Henry. A intrusa. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1945. Romance.

Bottone, Phyllis. Tempestade d'alma. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1943. (The Mortal Storm). Romance.

Brontë, Emily. O morro dos ventos uivantes. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1947. (Wuthering Heights). Romance.

Bruyère, André. Os Robinsons da montanha. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1948. (Les Robinsons de la montagne). Literatura infantojuvenil.

Buck, Pearl. A exilada: retrato de uma mãe americana. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1943. (The exile). Biografia.

Buck, Pearl. A promessa. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1946. (The Promise). Romance.

Butler, Samuel. Destino da carne. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1942. (The Way of All Flesh). Romance.

Chaplin, Charles. Minha vida. [Por: Rachel de Queiroz, R. Magalhães Júnior & Genolino Amado]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1965. (My Autobiography). Biografia.

Christie, Agatha. A mulher diabólica. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1971. (At BertramIs Hotel). Romance Policial.

Cronin, A. J. A família Brodie. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1940. (Hatter's Castle). Romance. Tradução rebatizada O Castelo do homem sem alma: (A família Brodie) em reedições posteriores.

Cronin, A. J. Anos de ternura. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1947. (The Green Years). Romance.

Cronin, A. J. Os gerânios tornam a florir. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1948. (Adventures of a Black Bag). Romance. Tradução rebatizada Aventuras da maleta negra (Os gerânios tornam a florir) em reedições posteriores.

Cronin, A. J. Os deuses riem. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1952. (Jupiter Laughs). Teatro.

Donal, Mario (Marie Chambom). O quarto misterioso e Congresso de bonecas. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1947.

Dostoiévski, Fiódor. Humilhados e ofendidos. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1944. (Unizhennye i oskorblyonye). Romance. Tradução indireta do russo. Língua intermediária: francês.

Dostoiévski, Fiódor. Os demônios. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1951. (Bésy). Romance. Tradução indireta do russo. Língua intermediária: francês.

Dostoiévski, Fiódor. Os irmãos Karamazov. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1952. (Bratya Karamazovy). Romance. 3 volumes. Tradução indireta do russo. Língua intermediária: francês.

Dostoiévski, Fiódor. Recordações da casa dos mortos. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1945. (Zapiski iz Myortvovo doma). Romance. Tradução indireta do russo. Língua intermediária: francês.

Du Maurier, Daphne. O roteiro das gaivotas. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1943. (Frenchman’s Creek). Romance.

Dumas, Alexandre. Memória de Alexandre Dumas, pai. [Por: Rachel de Queiroz] Rio de Janeiro: José Olympio, 1947. (Mémoires de Alexandre Dumas, Pére). Memórias.

Fremantle, Anne. Idade da fé. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1970. (Great Ages of Faith). Romance. Biblioteca de História Universal Life

Galsworthy, John. A crônica dos Forsyte. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1946. (The Forsyte Saga). Romance. 3 volumes. Coleção Fogos Cruzados

Gaskell, Elizabeth. Cranford. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1946. (Cranford). Romance.

Gauthier, Théophile. O romance da múmia. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: Ed. de Ouro, 1972. (Le pied de momie). Romance.

Heidnstam, Verner Von. Os carolinos: crônica de Carlos XII. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: Delta, 1966. (Karolinerna The Charles Men). Crônicas. Tradução indireta do sueco. Língua intermediária: inglês.

Hilton, James. Fúria no Céu. [Por: Rachel de Queiroz; Cícero Franklin de Lima]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1943. (Rage in Heaven). Romance.

Jesus, Santa Teresa de. Vida de Santa Teresa de Jesus: escrita por ela própria. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio,1946. (La vida de la Santa Madre Teresa de Jesus). Memórias.

La Contrie, M. D'Agon de. Aventuras de Carlota. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1947. (Pauvre Charlotte). Romance.

Loisel, Yves. A casa dos cravos brancos. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1947. (La maison d’ceillets blancs). Romance.

London, Jack. O lobo do mar. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1972. (The Sea-Wolf). Literatura infantojuvenil.

Mauriac, François. O deserto do amor. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: Delta, 1966. (Le désert de l’amour). Romance.

Maurois, André. Eduardo VII e o seu tempo. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: Guanabara, 1935. (Édouard VII et son temps). Biografia.

Merrel, Concordia. Coração Indeciso. [Por: Rachel de Queiroz; Cícero Franklin de Lima]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1943. (Hearth’s Journey). Romance.

Prouty, Olive. Stella Dallas. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1945. (Stella Dallas). Romance. (Stella Dallas). Romance.

Remarque, Erich Maria. Náufragos ("E assim acaba a noite"). [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1942. (Liebe deinen Nächsten). Tradução indireta do inglês (Flotsam). Língua de origem: alemão.

Rosaire, Forrest. Os dois amores de Grey Manning. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1948. (East of midnight). Romance.

Rosmer, Jean (Jeanne Louise Marie Ichard). A afilhada do imperador. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1950. Romance.

Sailly, Suzanne. A deusa da tribo. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1950. (La Petite Mère Michel). Romance.

Stone, Irving. Mulher imortal. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1947. (Immortal Wife). Romance.

Tolstoi, Leon. Memórias (infância, adolescência, juventude). [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1944. Biografia. Tradução indireta. Língua de origem: russo.

Verdat, Germaine. A conquista da torre misteriosa. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1948. (A la conquête du mystérieux Donjon). Literatura infantojuvenil.

Verne, Júlio. Miguel Strogoff. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1972. (Michel Strogoff). Romance.

Wharton, Edith. Eu soube amar: (a solteirona). [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1940. (The Old Maid: the fifties). Romance.

Willems, Raphaelle. A predileta. [Por: Rachel de Queiroz]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1950. (La Préférée). Romance.

Obra própria

Romance

Queiroz, Rachel de. O Quinze. Fortaleza, 1930. Prêmio Fundação Graça Aranha, 1930.

Queiroz, Rachel de. João Miguel. Rio de Janeiro: Schmidt, 1932.

Queiroz, Rachel de. Caminho de pedras. Rio de Janeiro: José Olympio, 1937.

Queiroz, Rachel de. As três Marias. Rio de Janeiro: José Olympio, 1939. Prêmio Sociedade Felipe d' Oliveira, 1939.

Queiroz, Rachel de. Dôra, Doralina. Rio de Janeiro/Brasília: José Olympio/INL-MEC, 1975.

Queiroz, Rachel de. O Galo de Ouro. In. O Cruzeiro, Rio de Janeiro 1950 (folhetim publicado em 40 edições); 1ª ed. em livro: Rio de Janeiro: José Olympio, 1985.

Queiroz, Rachel de. Obra reunida. Rio de Janeiro: José Olympio, 1989.

Queiroz, Rachel de. Memorial de Maria Moura. São Paulo, Siciliano, 1992.

Teatro

Queiroz, Rachel de. Lampião (peça dramática em cinco atos). Rio de Janeiro: José Olympio, 1953. Prêmio Saci, de O Estado de São Paulo, 1954.

Queiroz, Rachel de. A beata Maria do Egito (peça em três atos e quatro quadros). Rio de Janeiro: José Olympio, 1958. Prêmios Teatro, do Instituto Nacional do Livro, e Roberto Gomes, da Secretaria de Educação do Rio de Janeiro, 1959.

Crônica

Queiroz, Rachel de. A donzela e a moura torta. Rio de Janeiro: José Olympio, 1948.

Queiroz, Rachel de. 100 crônicas escolhidas (Nota de Gilberto Amado). Rio de Janeiro: José Olympio, 1958.

Queiroz, Rachel de. O brasileiro perplexo. Rio de Janeiro: Ed. do Autor, 1964.

Queiroz, Rachel de. O caçador de tatu (seleção e prefácio de Herman Lima). Rio de Janeiro: José Olympio, 1967.

Queiroz, Rachel de. As menininhas e outras crônicas. Rio de Janeiro: José Olympio, 1976.

Queiroz, Rachel de. Mapinguari (integrando O brasileiro perplexo e O jogador de sinuca e mais historinhas). Rio de Janeiro: José Olympio, 1989. 2ª ed., com o título O homem e o tempo. São Paulo, Siciliano, 1995.

Queiroz, Rachel de. As terras ásperas. São Paulo: Siciliano, 1993.

Literatura infanto-juvenil

Queiroz, Rachel de. O menino mágico (com 67 ilustrações de Gian Calvi). Rio de Janeiro: José Olympio, 1967. Prêmio Jabuti de Literatura Infantil, da Câmara Brasileira do Livro (São Paulo), 1969.

Queiroz, Rachel de. Cafute e Pena-de-Prata (com ilustrações de Ziraldo). Rio de Janeiro: José Olympio, 1986.

Memórias

Queiroz, Maria José de; Queiroz, Rachel de. Tantos anos. Rio de Janeiro: Siciliano, 1998.

Livros didáticos

Luís, Nilda Bethlem; Queiroz, Rachel de; Rego, Maria Vilas-Boas Sá. Meu livro de Brasil 3 (educação moral e cívica - 1º grau). Rio de Janeiro: José Olympio/Fename/MEC, 1971.

Luís, Nilda Bethlem; Queiroz, Rachel de; Rego, Maria Vilas-Boas Sá. Meu livro de Brasil 4 (educação moral e cívica - 1º grau). Rio de Janeiro: José Olympio/Fename/MEC, 1971.

Luís, Nilda Bethlem; Queiroz, Rachel de; Rego, Maria Vilas-Boas Sá. Meu livro de Brasil 5 (educação moral e cívica - 1º grau). Rio de Janeiro: José Olympio, 1971.

Em colaboração

Queiroz, Raquel de; Amado, Jorge; Machado; Ramos, Graciliano; Rego, José Lins do; Brandão entre o mar e o amor. São Paulo: Marins, 1942.

Queiroz, Rachel de; Carlos, Lasinha Luís; Carvalho, Emi Bulhões de; Celso, Maria Eugênia; Cordeiro, Francisca Barros; Dupré, Leandro; Ferreira, Ondina; Dinah Silveira de; Queiroz; Telles, Lygia Fagundes. Nove elas são (crônicas). Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 1957.

Queiroz, Rachel de; Carneiro, André; Eliachar, Leon; Garcia, Clóvis; Malheiros, Álvaro; Olinto, Antônio; Queiroz, Dinah Silveira de; Seljan, Zora. História do acontecerá. Rio de Janeiro: GRD, 1961.

Queiroz, Rachel de; Amado, Jorge; Callado, Antônio; Cardoso, Lúcio; Conde, José; Correia, Viriato; Lessa, Orígines; Queiroz, Dinah Silveira de; Rosa, Guimarães; Sales, Herberto. O mistério dos MMM. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1962.

Queiroz, Rachel de; Andrade, Carlos Drummond de; Bandeira, Manuel; Braga, Rubem; Campos, Paulo Mendes; Lispector, Clarice; Sabino, Fernando. Elenco de cronistas modernos. Rio de Janeiro: Sabiá, 1971.

Queiroz, Rachel de; "Noel Nutels", em Memórias e depoimentos, de Noel Nutels (com vários autores). Rio de Janeiro: José Olympio, 1974.

Obra traduzida

Para o alemão:

Queiroz, Rachel de. Das Jahr 15. [Por: Ingrid Schwamborn]. Suhreamp Verlag, Frankfurt: Suhrkamp, 1978. (O quinze). Romance.

Queiroz, Rcahel de. Die drei Marias. [Por: Ingrid Führer]. Munique: DTV, 1994. (As três Marias). Romance.

Para o francês:

Queiroz, Rachel de. Jean Miguel. [Por: Mario Carelli]. Paris: Stock, 1984. (João Miguel). Romance.

Queiroz, Rachel de. L'année de la grande sécheresse . [Por: Jane Lessa e Didier Voïta]. Paris: Stock, 1986. (O quinze). Romance.

Queiroz, Rachel de. Dôra, Doralina. [Por: Mário Carelli]. Paris, Stock, 1980. (Dôra, Doralina). Romance.

Queiroz, Rachel de. Maria Moura. [Por: Cécile Tricoire]. Paris: Éditions Métailié, 1995. (Memorial Maria Moura). Romance.

Para o inglês:

Queiroz, Rachel de. The three Marias. [Por: Fred. P. Ellison]. Austin: University of Texas Press, 1963. (As três Marias). Romance.

Queiroz, Rachel de. Dôra, Doralina. [Por: Dorothy Scott Loos]. New York: Avon Books, 1984. (Dôra, Doralina). Romance.

Para o japonês:

Queiroz, Rachel de. Lampião. [Por: Trad. não informado]. Tóquio, 1964. (Lampião). Romance.

Queiroz, Rachel de. O quinze. [Por: Kazuko Hirokawa]. Tóquio, Shinsekaisha, 1978. (O quinze). Romance.

 

Portugal:

3 romances (O quinze, João Miguel, Caminho de pedras). Lisboa, Livros do Brasil (s.d.).

 

Estudos sobre Rachel de Queiroz Tradutora

CADERNOS DE LITERATURA BRASILEIRA: Rachel de Queiroz. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 1997, n. 4.

GURGEL, Ítalo. Reescrevendo a bibliografia de Rachel de Queiroz tradutora. In. Scriptorium. Fortaleza: Expressão. 2010, v. 2.

OLIVEIRA, Priscilla Pellegrino de. As traduções de Rachel de Queiroz na década de 40 do século XX. Juiz de Fora: Faculdade de Letras da UFJF, 2007.

SOUSA, Germana H. P; RABELO, Lorena M.; TIMO, Lorena T. Escritores brasileiros tradutores: o caso Rachel de Queiroz. In. SOUSA, Germana H. P. (org.). História da tradução: ensaios de teoria, crítica e tradução literária. Campinas, SP: Pontes, 2015, p. 247-262.

Referências Bibliográficas

Academia Brasileira de Letras. Acadêmicos: Rachel de Queiroz: Bibliografia. Academia Brasileira de Letras. Página web. Rio de Janeiro: ABL, [s.d.]. Disponível em: <http://www.academia.org.br/academicos/rachel-de-queiroz/bibliografia>. Acesso em 15 dez. 2015.

CADERNOS DE LITERATURA BRASILEIRA: Rachel de Queiroz. São Paulo: Instituto Moreira Salles, 1997, n. 4.

Caminha, Edmílson. Rachel de Queiroz: A Senhora do Não Me Deixes. Rio de Janeiro : Academia Brasileira de Letras, 2010, 74 p. Disponível em: <http://www.academia.org.br/abl/media/SEPARATA-Raquel%20de%20Queiroz-Edmilson%20Caminha-MIOLO-PARA%20INTERNET.pdf>. Acesso em: 15 dez. 2015.

E-Biografias. “Rachel de Queiroz”. E-Biografias. [s.l.]: E-Biografias, [s.d.]. Disponível em: <http://www.e-biografias.net/rachel_queiroz/>. Acesso em 15 dez. 2015.

GURGEL, Ítalo. Reescrevendo a bibliografia de Rachel de Queiroz tradutora. In. Scriptorium. Fortaleza: Expressão. 2010, v. 2.

Nogueira Júnior, Arnaldo. “Rachel de Queiroz”. Projeto Releituras. Página web. [s.l.]: Projeto Releituras, [s.d.]. Disponível em: <http://www.releituras.com/racheldequeiroz_bio.asp>. Acesso em 15 dez. 2015.

Oliveira, Priscilla Pellegrino de. As traduções de Rachel de Queiroz na década de 40 do século XX. Monografia de conclusão de curso. Letras–tradução (inglês). Juiz de Fora, Universidade Federal de Juiz de Fora, 2007. Disponível em <http://www.ufjf.br/bachareladotradingles/files/2011/02/Priscilla.pdf>. Acesso em 15 dez. 2015.

Soares, Raul. “Principais prêmios recebidos por Rachel”. Centenário Rachel De Queiroz. Página eb. [S.l.]: [s.e.], 2010. Disponível em: <http://100anosracheldequeiroz.blogspot.com.br/2010/08/principais-premios-recebidos-por-rachel.html>. Acesso em: 15 dez. 2015.

SOUSA, Germana H. P; RABELO, Lorena M.; TIMO, Lorena T. Escritores brasileiros tradutores: o caso Rachel de Queiroz. In. SOUSA, Germana H. P. (org.). História da tradução: ensaios de teoria, crítica e tradução literária. Campinas, SP: Pontes, 2015, p. 247-262.



Apresentação | Créditos | Contato

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2007 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.

HTML 4.01 Strict válido! CSS Válido!