Paulo Sérgio de Vasconcellos :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Paulo Sérgio de Vasconcellos

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Com uma vasta colaboração na área de estudos ligada à língua e literatura latina, que lhe conferiu reconhecimento, Paulo Sérgio de Vasconcellos, hoje, continua entre os poucos latinistas brasileiros em atividade. Em seu currículo, mostra possuir larga experiência em variados aspectos da docência e pesquisa da língua latina, apresentando uma atuação especial no âmbito dos Estudos da Tradução, além de manifestar um ecletismo intelectual através de diversas realizações em áreas afins. Nascido em Mogi Guaçu, interior de São Paulo, formou-se em Letras (Português, Latim e Francês) pela USP, onde também se tornou mestre e doutor em Letras Clássicas. Afora a formação acadêmica em Português, Latim e Francês, também é habilitado em Italiano, Inglês e Alemão. Tão logo depois de  formado, Vasconcellos deu sequência a sua trajetória profissional e, com um gosto particular pela poesia clássica,  descobriu-se tradutor.

A principal atividade profissional  desempenhada foi a docência. Na área de letras, foi por três anos professor na Universidade Presbiteriana Mackenzie e, por outros três, na Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é professor da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde atua desde 1988. Na Unicamp também já exerceu a função de coordenador no Centro de Documentação Cultural Alexandre Eulálio. Dedicado aos Estudos Clássicos, Vasconcellos dirige especial atenção à literatura universal clássica.

Embora sua preparação com a atividade tradutória tenha vindo desde cedo por meio de um estudo precoce de línguas e da apreciação literária, Vasconcellos viu-se às voltas com a incumbência de atuar como tradutor quando realizou seus estudos de mestrado. Para o trabalho, que veio a ser intitulado "Verdade Poética e Realidade Biográfica no Romance Amoroso de Catulo", ele selecionou e traduziu um conjunto de poemas de Catulo, aos quais também dedicou uma análise de suas qualidades literárias. A tradução foi publicada com o título "O cancioneiro de Lésbia". Posteriormente, também publicou suas traduções (adaptadas para o leitor do Ensino Fundamental e Médio) de Gulliver's Travels (As viagens de Gulliver), de Joan Swift, quatro contos de Edgar Allan Poe, Odysseía (Odisséia), de Homero, e duas antologias intituladas Cupido e Psiquê e outras narrativas da literatura universal e Contos selecionados das Mil e uma noites. Também traduziu textos técnicos, e ainda uma comédia de Plauto, não publicada até agora.

Na Unicamp, coordena hoje o Grupo de Trabalho Odorico Mendes. Esse grupo, de que foi fundador, realiza estudos acerca da obra de Odorico Mendes, poeta e tradutor maranhense, autor de uma das mais importantes traduções para o português da obra de Virgílio. O grupo já produziu edições anotadas e comentadas de duas das traduções de Odorico - a de Eneida (lançada em 2008 pela Editora da Unicamp e FAPESP) e a das Bucólicas (também em 2008, pela Ateliê Editorial). Junto ao mesmo grupo, Vasconcellos planeja editar as Geórgicas, também na tradução de Odorico.

Verbete publicado em 28 de September de 2005 por:
Luiz Henrique Milani Queriquelli
Mauri Furlan

Excertos de traduções

Fragmento de O livro de Catulo, de Catulo. Tradução de João Angelo Oliva Neto:

Viuamus, mea Lesbia, atque amemus,

Rumoresque senum seueriorum

Omnes unius aestimemus assis.

Soles occidere et redire possunt;

Nobis cum semel occidit breuis lux,

Nox est perpetua una dormienda.

Da mi basia mille, deinde centum,

Dein mille altera, dein secunda centum,

Deinde usque altera mille, deinde centum.

Dein, cum milia multa fecerimus,

Conturbabimus illa, ne sciamus,

Aut ne quis malus inuidere possit,

Cum tantum sciat esse basiorum.

Vivamos, minha Lésbia, e amemos

E as censuras dos velhos mais severos,

Todas, valham pra nós um só centavo.

Os sóis podem morrer e renascer,

Nós, uma vez que morre a breve luz,

Uma só noite eterna dormiremos.

Me dá mil beijos, em seguida, cem,

Depois mil outros e segundos cem,

E outros mil, sem parar, e depois cem,

Então, quando somarmos muitos mil,

A conta embalharemos, não saibamos,

Nem invejoso algum ponha olho gordo

Quando souber que tantos são os beijos!

CATULO (Gaius Valerius Catullus). O cancioneiro de Lésbia. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo: Hucitec, 1991. p. 3

Bibliografia

Traduções Publicadas

As mil e uma noites. Contos selecionados. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo: Sol, 2005. v. 1. 100 p.

Catulo (Gaius Valerius Catullus). O cancioneiro de Lésbia. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo: Hucitec, 1991.

Cupido e Psiquê e outras narrativas da literatura mundial. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo: Sol, 2005. v. 1. 75 p.

Homero. Odisseia. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo:  Sol, 1999. v. 1. 112 p.

Mitos Gregos. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo: Sol, 1998.

Poe, Edgar Allan. Quatro contos. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo: Cered, 1998.

Swift, Joan. Viagens de Gulliver. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo: Sol, 2000.

Virgílio (Publius Virgilius Maro). Tradução de trechos da "Eneida" de Virgílio. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. 2001.

Virgílio (Publius Virgilius Maro). "Tradução de trecho da 'Eneida'" [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. In: Gonçalves, Aguinaldo (Org.). Laokoon Revisitado. São Paulo: Edusp, 1994.

Vitrúvio (Marcus Vitruvius Pollio). "Trecho de Vitrúvio para a obra A Pintura". [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. In: Vasconcellos, P. S. (Org.). Tradução de autores vários para o livro A pintura. São Paulo: Editora 34, 2004.

Vogt, C.; Polino, C. Percepção pública da ciência. [Por: Paulo Sérgio de Vasconcellos]. São Paulo: Editora da Unicamp/FAPESP, 2003.

Obra própria

Artigos publicados em periódicos

Vasconcellos, P. S. "Duas odes horacianas e uma imitação camoniana." In: Classica, São Paulo, v. 15/16, p. 233-247, 2003.

Vasconcellos, P. S. "Hipogramas de Saussure na poesia latina (Catulo VIII)." Saudades da Língua, Campinas, p. 443-446, 2003.

Vasconcellos, P. S. "Contribuição à Reapreciação Crítica da Eneida de Odorico Mendes." In: Phaos Revista de Estudos Clássicos, Campinas, 2002.

Vasconcellos, P. S. "Arte intertextual em Eneida 450-476." Los Estudios Clássicos Ante El Cambio de Milenio. Buenos Aires, p. 369, 2002.

Vasconcellos, P. S. "Efeitos de Humor no Poema VIII de Catulo." In: Classica, São Paulo, 2001.

Vasconcellos, P. S. "A intertextualidade nos Estudos Clássicos." In: ACM Software Engineering Notes, São Paulo, v. 6/7, p. 81-87, 1999.

Vasconcellos, P. S. "Arte alusiva na poesia latina." In: Boletim do Centro de Pensamento Antigo, Campinas, v. 5/6, p. 203, 1998.

Vasconcellos, P. S. "Enfim todo Catulo à disposição do leitor brasileiro." In: Revista da USP, São Paulo, 1997.

Vasconcellos, P. S. "Reflexões sobre Medeia." Revista dos Departamentos de Letras da FFLCH da USP, São Paulo, v. 16, 1991.

Vasconcellos, P. S. "O Amor em Tibulo." Diálogos Clássicos, São Paulo, 1985.

Livros publicados/organizados ou edições

Vasconcellos, P. S. (Org.). Monografias. Campinas: Instituto dos Estudos da Linguagem/Unicamp, 2002. v. 1.

Vasconcellos, P. S. Efeitos Intertextuais na Eneida de Virgílio. São Paulo: Humanitas, 2001. v. 1. 400 p.

Trabalhos em eventos acadêmicos

Vasconcellos, P. S. "A Intertextualidade nos Estudos Clássicos." In: XIII Encontro da Anpoll, 1998, Campinas. Anais do XIII Encontro da Anpoll, 1998.

Vasconcellos, P. S. "Arte intertextual em 'Eneida'. VI, p. 450-476." In: XVI Simposio Nacional de Estudios Clásicos, 2000, Buenos Aires. Resúmenes. Buenos Aires : Instituto de Filologia Clásica-Facultad de Filosofia y Letras -Universidad de Buenos Aires, 2000. p. 114-115.

Vasconcellos, P. S. "Nietzsche e a 'imitatio' latina." In: X Reunião da Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos, 1997, São Paulo. Escritura e Oralidade no Mundo Antigo. São Paulo : SBEC, 1997.

Demais tipos de produção bibliográfica

Vasconcellos, P. S. Poemas. Mogi Guaçu: Prefeitura Municipal de Mogi Guaçu, 1977 (Livro de poesias).

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.