Millôr Fernandes :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Millôr Fernandes

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Segundo Claudia Barcellos, "depois de mais de seis décadas atuando como desenhista humorista, jornalista, escritor, pensador, dramaturgo e tradutor, fica difícil enquadrar Millôr [...] que é dono, por isso mesmo, de uma ampla sabedoria pragmática, de quem aprendeu fazendo, verdadeiro autodidata." (In: Valor Econômico, 14 dez. 2001).

Milton Viola Fernandes, mais conhecido como Millôr, nasceu no Rio de Janeiro, em 1924. Estudou de 1931 a 1935 na Escola Ennes de Souza e formou-se em Artes Gráficas pelo Liceu de Artes e Ofícios no Rio de Janeiro, em 1944.

De acordo com Millôr, que iniciou a traduzir em 1942 tiras em quadrinhos estrangeiros quando trabalhou na revista O Cruzeiro, "aprendeu a fazer tradução, porque lhas encomendavam". Ele afirma que "ao traduzir é preciso ter todo o rigor e nenhum respeito pelo original." (em entrevista a Luiz Costa Pereira Júnior e Marco Antônio Araújo. In: Revista Língua Portuguesa on line).

Como tradutor do alemão, inglês, espanhol, italiano e francês, transpôs para o português brasileiro obras de autores entre outros como Shakespeare, Molière, Pirandelo, Beckett e Brecht.

Atuou no teatro ao lado de Elisabeth Cardoso e Zimbo Trio (no espetáculo Do fundo do azul do mundo) e foi apresentador na TV Record em 1965. Colaborou com artigos e crônicas nos jornais O Correio Brasiliense, Jornal do Brasil, O Estado de São Paulo, O Diário Popular, Correio da Manhã, O Dia, Folha da Manhã e Diário da Noite, e nas revistas O Cruzeiro, O Guri (Revista de história em quadrinhos), Detetive (Revista de contos), A Cigarra, a Realidade, Istoé, Veja, entre outros.

Escreveu peças de teatro, letras de música, roteiro de filmes, fábulas, romances, livros humorísticos. Como desenhista e cartunista realizou diversas exposições de seus desenhos, entre elas no Museu de Arte Moderna, em 1957 e 1977, Petite Galerie, em 1961 e Galeria Grafitti, em 1975.

Em 1955 recebeu prêmio na Exposição Internacional do Museu da Caricatura de Buenos Aires e o de Melhor cenógrafo do ano, do Serviço Nacional do Teatro com a cenografia da peça As guerras do Alecrim e da Mangerona, de Antônio José da Silva. Já em 1960 o prêmio de Melhor Autor do ano pela Comissão Municipal de Teatro e de Melhor do ano da Associação Brasileira de Críticos Teatrais pela peça Um Elefante no Caos. Foi contemplado ainda com o 2º Prêmio do Salão Canadense de Humor em 1964, com o Prêmio de Tradução de Teatro pela Associação Paulista de Críticos de Arte em 1968 e 1971 e com o Prêmio da Academia Brasileira de Letras pelo melhor projeto editorial de Abecedário do Millôr para crianças em 2005.

Verbete publicado em 11 de February de 2006 por:
Manuela Acássia Accácio
Werner Heiderman

Bibliografia

Traduções Publicadas

Aristófanes. Lisístrata: a greve do sexo. [Por: Millôr Fernandes]. São Paulo: Abril Cultural, 1977. 123 p. (Lisístrata). Texto teatral traduzido e adaptado por Millôr Fernandes.

Bloch, Arthur. A completa lei de Murphy: se alguma coisa dá certo é porque alguma coisa deu errado!. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: Record, 1996. 204 p. (The complete

Murphy's law). Tradução e transubstanciação por Millôr Fernandes. Ilustrações de Jaguar [ Sérgio de Magalhães Gomes Jaguaribe].

Brecht, Bertolt. O s enhor Puntila e seu criado Matti. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1966. 214 p. (Herr Puntila und sein Knecht Matti).

Buck, Pearl S. A estirpe do dragão. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1942. (Dragon seed). Romance.

Eurípides. Medéia. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004. Tradução e transubstanciação de Millôr Fernandes. Peça teatral.

Fassbinder, Rainer Werner. As lágrimas amargas de Petra von Kant. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 1983. 128 p. (Die Tränen der Petra von Kant). Peça teatral.

Fassbinder, Rainer Werner. Afinal, uma mulher de negócios. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 1983. 128 p. (Bremer Freiheit). Texto teatral.

Hope, Bob. Nunca saí de casa. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1945. 234 p. (I never left home). Romance.

Molière [Jean-Baptiste Poquelin de Molière]. Escola de mulheres. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: Nórdica, 1973. 116 p. (L' école des femmes). Texto teatral.

Molière [Jean-Baptiste Poquelin de Molière]. Tartufo, Escola de mulheres e O burguês fidalgo. [Por: Millôr Fernandes]. São Paulo: Abril Cultural, 1980. 429 p. (Le tartuffe, L école des femmes, Le bourgeois gentilhomme). Texto teatral.

Molière [Jean-Baptiste Poquelin de Molière]. Don Juan: o convidado de pedra. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 1994. (Don Juan). Tradução e adaptação de texto teatral por Millôr Fernandes.

Molière [Jean-Baptiste Poquelin de Molière]. As eruditas. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 2003. 150 p. (Les femmes savantes). Tradução e adaptação de texto teatral por Millôr Fernandes.

Monterroso, Augusto. A ovelha negra e outras fábulas. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: Record, 1983. (La oveja negra y demás fábulas). Ilustrações de Jaguar [ Sérgio de Magalhães Gomes Jaguaribe]. Fábula.

Patrick, Robert. Os filhos de Kennedy. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: Nórdica, 1975. (The sons of Kennedy). Texto teatral.

Pinter, Harold. A volta ao lar: peça em dois atos. [Por: Millôr Fernandes]. São Paulo: Abril Cultural, 1976 (1967). 131 p. (The homecoming). Texto teatral.

Racine, Jean. Fedra. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 1986. (Phèdre). Texto teatral.

Shakespeare, William. A megera domada. [Por Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: Letras e Artes, 1965. (The taming of the shrew). Texto teatral.

Shakespeare, William. O rei Lear. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 1981. (King Lear). Texto teatral.

Shakespeare, Wiliam. Hamlet. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 1988. 198 p. (Hamlet). Peça teatral.

Shakespeare, William. As alegres matronas de Windsor. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 1995. 207 p. (The merry wives of Windsor). Texto teatral.

Sófocles. Antígona. [Por: Millôr Fernandes]. São Paulo: Paz e Terra, 1996. 56 p. (Antigone). Texto teatral.

Synge, John Millington. O prodígio do mundo ocidental. [Por: Millôr Fernandes]. São Paulo: Brasiliense, 1968. 82 p. (The playboy of the western world). Prefácio de Sabato Magaldi. Texto teatral.

Tchekhov, Anton Pavlovitch. O jardim das cerejeiras. [Por: Millôr Fernandes]. Porto Alegre: L&PM, 1983. 75 p. (Vishnëviy sad). Coleção Teatro de Millôr Fernandes.

Vargas Llosa, Mário. A senhorita de Tacna. [Por: Millôr Fernandes]. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1981. 86 p. (La senorita de Tacna). Texto teatral.

Obra própria

Fernandes, Millôr. Agonia. In: A cigarra, 1947. Conto.

Fernandes, Millôr. Uma mulher em três atos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1957. Peça teatral encenada no Teatro Brasileiro de Comédia, São Paulo em 1953.

Fernandes, Millôr. Bonito como um deus. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1957. Peça teatral encenada no Teatro Maria Della Costa, em São Paulo.

Fernandes, Millôr. A gaivota. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1957. Peça teatral.

Fernandes, Millôr. Do tamanho de um defunto. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1957. Peça teatral encenada em 1955 no Teatro de Bolso, Rio de Janeiro. Adaptado para o cinema com o título "Ladrão em noite de chuva", dirigido por Armando Couto em 1960.

Fernandes, Millôr. Um elefante no caos ou Jornal do Brasil ou, sobretudo, Por que me ufano do meu país. Editora do Autor, 1962. Peça teatral encenada no Teatro Maria Della Costa, Rio de Janeiro. Prêmio de "Melhor Autor" da Comissão Municipal de Teatro.

Fernandes, Millôr. Fábulas Fabulosas. Rio de Janeiro: José Álvaro, 1963. Ilustrações de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. História do Paraíso. In: Revista O Cruzeiro, Rio de Janeiro, 1963. 12 p.

Fernandes, Millôr. Lições de um ignorante. Rio de Janeiro: José Álvaro, 1963. Prosa.

Fernandes, Millôr; Rangel, Flávio. Liberdade, liberdade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1965. Texto teatral.

Fernandes, Millôr. Pigmaleoa á'­ Melodrama humorístico em três atos. São Paulo: Brasiliense, 1965. 73 p. Encenada no Teatro Rio em 1962 com direção de Adolfo Celi. Coleção Teatro de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. Hai-kais. São Paulo: Senzala, 1968. Poemas.

Fernandes, Millôr. Computa, computador, computa. Rio de Janeiro: Nórdica, 1972. Encenado em 1972 no Teatro Santa Rosa com direção de Carlos Kroeber.

Fernandes, Millôr. Esta é a verdadeira história do paraíso. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1972. Prosa.

Fernandes, Millôr. Trinta anos de mim mesmo. Rio de Janeiro: Nórdica, 1972. 235 p. Prosa.

Fernandes, Millôr. O livro vermelho dos pensamentos de Millôr. Rio de Janeiro: Nórdica, 1973. 196 p. Prosa.

Fernandes, Millôr. Papaverum Millôr. Rio de Janeiro: Nórdica, 1974. Capa e ilustrações de Millôr Fernandes. Poemas.

Fernandes, Millôr. Compozissõis imfãtis. Rio de Janeiro: Nórdica, 1975. Humor.

Fernandes, Millôr. O livro branco do humor. Rio de Janeiro: Nórdica, 1975. Humor.

Fernandes, Millôr. Devora-me ou te decifro. Porto Alegre: L&PM, 1977. 108 p. Prosa.

Fernandes, Millôr. É-: baseado num fato verídico que apenas ainda não aconteceu. Porto Alegre: L&PM, 1977. 160 p. Encenado em 1977 no teatro Maison de France com direção de Paulo José. Coleção Teatro de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. Flávia: cabeça, tronco e membros. Porto Alegre: L&PM, 1977. 152 p., v. 3. Coleção Teatro de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. Millôr no Pasquim. Rio de Janeiro: Nórdica, 1977. Prosa.

Fernandes, Millôr. Reflexões sem dor. São Paulo: Edibolso, 1977. 93 p. Prosa.

Fernandes, Millôr. A história é uma istória. Porto Alegre: L&PM, 1978. Encenado no Teatro do Centro de Convivência Cultural, Campinas, São Paulo.

Fernandes, Millôr. Novas fábulas fabulosas. Rio de Janeiro: Nórdica, 1978. 111 p. Prosa.

Fernandes, Millôr. O homem do princípio ao fim. Porto Alegre: L&PM, 1978. 131 p. Encenado no Teatro Santa Rosa, Rio de Janeiro, com direção de Fernando Torres. Coleção Teatro de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. Que país é este?. Rio de Janeiro: Nórdica, 1978. Prosa.

Fernandes, Millôr. Os órfãos de Jânio. Porto Alegre: L&PM, 1979. Peça teatral encenado no Teatro dos Quatro, Rio de Janeiro com direção de Sérgio Brito. Coleção Teatro de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. Bons tempos, hein?!. Porto Alegre: L&PM, 1979. 80 p. Coleção Teatro de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. Millôr Fernandes: desenhos. São Paulo: Raízes do Brasil, 1981. Prefácio de Pietro Maria Bardi e apresentação de Antônio Houaiss. Artes visuais.

Fernandes, Millôr. Todo homem é minha caça. Rio de Janeiro: Nórdica, 1981. 206 p. Textos e ilustrações de Millôr Fernandes. Prosa.

Fernandes, Millôr. Duas tábuas e uma paixão. Porto Alegre: L&PM, 1982. 111 p. Coleção Teatro de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. Poemas. Porto Alegre: L&PM, 1984. 194 p.

Fernandes, Millôr. Diário da Nova República. São Paulo: L&PM, 1985. 147 p. Humor.

Fernandes, Millôr. Eros uma vez. Rio de Janeiro: Nórdica, 1987. 110 p. Ilustrações de Nani. [Ernani Diniz Lucas]. Prosa.

Fernandes, Millôr. Diário da Nova República. Porto Alegre: L&PM, 1988. 146 p., v. 2. Humor.

Fernandes, Millôr. Diário da Nova República. Porto Alegre: L&PM, 1988. 171 p., v. 3. Humor.

Fernandes, Millôr. The cow went to the swamp ou A vaca foi pro brejo. Rio de Janeiro: Record, 1988. 123 p. Ilustrações de Nani [Ernani Diniz Lucas]. Prosa.

Fernandes, Millôr; Veríssimo, Luis Fernando; Soares, Jô. Humor nos tempos do Collor. Porto Alegre: L&PM, 1992. 119 p. Prosa.

Fernandes, Millôr. Millôr definitivo - A bíblia do caos. Porto Alegre: L&PM, 1994. 524 p. Coletânea de frases e comentários.

Fernandes, Millôr. Millôr, Teatro Completo: Pigmaleoa, É..., A história é uma história. Porto Alegre: L&PM, 1994. 187 p., v. 1. Coleção Teatro Completo de Millôr Fernandes.

Fernandes, Millôr. Millôr, Livro de anotações. Porto Alegre: L&PM, 1994. Citações.

Fernandes, Millôr. Amostra bem-humorada. Rio de Janeiro: Ediouro, 1997. 95 p. Seleção de textos de Maura Sardinha. Prosa.

Fernandes, Millôr. Tempo e contratempo - Millôr revisita Vão Gogô. São Paulo: Beca, 1998. Prosa.

Fernandes, Millôr; Augusto, Sérgio; Garcez, Paulo. Arte do encontro. Rio de Janeiro: Bem-te-vi, 2002. 156 p. Textos de Millôr Fernandes e Sérgio Augusto.

Fernandes, Millôr. Crítica da razão impura ou O primado da ignorância: sobre Brejal dos Guajas, de José Sarney e Dependência e Desenvolvimento na América Latina, de Fernando Henrique Cardoso. Porto Alegre: L&PM, 2002. 67 p. Prosa.

Fernandes, Millôr. 100 fábulas fabulosas. Rio de Janeiro: Record, 2003. 226 p. Prosa.

Fernandes, Millôr. Millôr. Rio de Janeiro: Rio, 2003. 100 p. Coleção Gente. Biografia.

Fernandes, Millôr. Abecedário do Millôr para crianças. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2004. 40 p. Literatura infantil.

Fernandes, Millôr. Apresentações. Rio de Janeiro: Record, 2004. 251 p. Prosa.

Gogô, Vão. [Millôr Fernandes]. Tempo e contratempo. In: Revista O Cruzeiro, Rio de Janeiro, 1949. Prosa.

Júnior, Adão [Millôr Fernandes]. Eva sem costela - Um livro em defesa do homem. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1946. Prosa.

Roteiros para o cinema

Fernandes, Millôr. Marafa. Roteiro cinematográfico com direção de Adolfo Celi.

Fernandes, Millôr. Modelo 19. Roteiro cinematográfico escrito em 1949, lançado como O amanhã será melhor (ou como Uma ponte de esperança). Direção de Armando Couto, filmado em 1952.

Fernandes, Millôr. Amor para três. Roteiro cinematográfico baseado na peça Divórcio para três de Victorien Sardou. Direção de Carlos Christensen, em 1960.

Fernandes, Millôr. Ladrão em noite de chuva. Roteiro cinematográfico com direção de Armando Couto, em 1960. Remontada para teatro em 2005 no Teatro das Artes, Rio de Janeiro com direção de João Bethencourt.

Fernandes, Millôr. Crônica da cidade amada. Roteiro cinematográfico com direção de Carlos Christensen, em 1965.

Fernandes, Millôr. Esse Rio que eu amo. Roteiro cinematográfico com direção de Carlos Christensen, em 1962.

Fernandes, Millôr. O menino e o vento. Roteiro cinematográfico baseado no conto O início do vento de Aníbal Machado com direção de Carlos Christensen, em 1967.

Fernandes, Millôr; Carneiro, Geraldo; Pereira, Gilvan. O judeu. Roteiro cinematográfico com direção de Jom Tob Azulay, em 1986.

Fernandes, Millôr. Últimos diálogos. Roteiro cinematográfico baseado em argumento de Walter Salles, em 1995.

Fernandes, Millôr. Memórias de um sargento de milícias. Adaptação da obra de José Manuel de Macedo e baseado no musical Vidigal. Produzida pela Rede Globo de Televisão, em outubro de 1995, com direção de Mauro Mendonça Filho.

Fernandes, Millôr; Thomas, Daniela; Salles, Walter; Bernstein, Marcos. Terra estrangeira. Rio de Janeiro: Rocco, 1996. 110 p. Roteiro cinematográfico.

Fernandes, Millôr; Carneiro, Geraldo; Azulay, Tom Job. Mátria. Roteiro cinematográfico, 1998.

Colaborações

Hilst, Hilda. O caderno rosa de Lori Lamby. São Paulo: Massao Ohno, 1990. Ilustrações de Millôr Fernandes.

Mari, Flávia. Maurício, o leão de menino. São Paulo: Summus, 1981. Ilustrações de Millôr Fernandes.

Netto, João Uchôa Cavalcanti. O menino. Rio de Janeiro: Rio, 2003. 97 p. Ilustrações de Millôr Fernandes.

Rónai, Cora. Sapomorfose ou O príncipe que coaxava. Rio de Janeiro: Salamandra, 1983. 62 p. Ilustrações de Millôr Fernandes.

Silva, Antônio José da. As guerras do Alecrim e da Mangerona. Produção cenográfica da peça por Millôr Fernandes em 1957.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.