Mário Laranjeira :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Mário Laranjeira

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Nascido no interior de São Paulo, em 1929, Mário Laranjeira é uma das maiores referências brasileiras na área dos Estudos da Tradução, tanto pelo seu aporte teórico como também pela sua longa carreira como docente e tradutor. Proveniente de uma família humilde, trabalhou desde cedo para auxiliar nas despesas de casa. Todavia, em 1942, aos 13 anos de idade, ingressou na congregação dos Irmãos Maristas, oportunidade única de seguir seu gosto pelos estudos. Em 1952, aos 22 anos, não renovou os votos, retirando-se da mesma com uma sólida formação, tendo inclusive traduzido documentos da congregação: é daí a origem de seu interesse pela tradução.

Laranjeira foi professor de latim, francês, português e geografia em cursos no Ginásio e na Escola de Comércio Alvares Penteado. É graduado em letras (1959), mestre em letras clássicas (1972) e doutor em Letras clássicas pela Universidade de São Paulo (1989). Atuou igualmente em três universidades francesas: Toulouse, Rennes e Bordeaux, onde se dedicou a lecionar linguística, língua portuguesa e cultura brasileira.

Atualmente é professor aposentado e atua como orientador na Faculdade de filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, com experiência na área de Língua e Literatura Francesa com ênfase em Tradução, principalmente nas áreas de tradução literária, tradução poética, língua francesa e língua portuguesa.

Traduz do francês obras de filosofia, literatura e ensaística. Em sua bibliografia de tradutor, destacam-se obras de renomados autores franceses como Charles Baudelaire, Blaise Pascal e Roland Barthes, além de antologias poéticas como Poetas Franceses da Renascença, contendo poemas selecionados dos poetas da Pléiade ou ainda de Louise Labbé.

Além de uma longa trajetória como tradutor, Mario Laranjeira também se destaca pela sua contribuição teórica para os Estudos da Tradução com a publicação do seu livro Poética da Tradução, no qual desenvolve o conceito de “significância”.

Em 1997, recebeu o prêmio Jabuti pela tradução de Poetas da França Hoje

Verbete publicado em 13 de May de 2019 por:
Francisca Ysabelle Manríquez Reyes Silveira
Gilles Jean Abes

Excertos de traduções

Poema “Epitáfios”, de Maurice Scève. Tradução de Mário Laranjeira.

Epithaphes

Epitáfios

Épitaphe de Pernette de* Guillet

Epitáfio de Pernette de Guillet

L'heureuse cendre autrefois composée
En un corps chaste où vertu reposa,
Est en ce lieu, pas les Grâces posée,
Parmi ses os, que beauté composa.
O terre indigne ! en toi son repos a
Le riche étui de cette âme genitlle,
En tout savoir sur tour autre subtille,
Tant que les cieux, par leur trop grande envie,
Avant ses jours l'ont d'entre nous ravie,
Pour s'enrichir d'un tel bien inconnu,
Au monde ingrat laissant bien courte vie.
Et longue mort à ceux qui l'ont connu.

A feliz cinza outrora organizada
Num corpo casto, em que a virtude esteve,
Aqui está, pelas Graças pousada,
Entre seus ossos, que a beleza teve.
Ó terra indigna! Em ti foi colocada
A rica urna dessa alma gentil,
Que em saber mais que todas foi sutil,
Tanto que o céu, em sua enorme inveja,
De nós tirou-a antes que o dia seja,
E com tão raro bem se enriqueceu,
Deixando ao mundo uma vida de nada.
E longa morte a quem o conheceu.

______

*Assim no original (N. do T.)

Lanrajeira, Mario. Poetas franceses da Renascença. São Paulo: Martins Fontes, 2004. p.28-29.

Bibliografia

Traduções Publicadas

Adorno, Francesco Paolo. Pascal. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Estação Liberdade, 2008. (Pascal). Filosofía.

[A. V.]. Poetas de França Hoje. [Por: Mario Laranjeira]. São Paulo: EDUSP/FAPESP, 1996. Poesia. Organização de Mário Laranjeira.

[A. V.]. Poetas Franceses da Renascença. [Por: Mario Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2004. Poesia. Organização de Mário Laranjeira.

Appolinaire, Guillaume. Álcoóis. [Por: Mario Laranjeira]. São Paulo: Editora Hedra, 2013. Poesia. Organização de Mário Laranjeira. Edição bilingue.

Arrive, Michel. Linguística e Psicanálise. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: EDUSP, 1994. (Linguistique et Psychanalyse). Linguística, Psicanálise.

Barthes, Roland. O Rumor da Língua. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Brasiliense, 1988. (Le Grain de la Voix). Linguagem, Literatura.

Barthes, Roland. Sade, Fourier, Loyola. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Brasiliense, 1990. (Sade, Fourier, Loyola). Ciências Humanas, Ensaio.

Barthes, Roland. O Grau Zero da Escrita. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2000. (Le Degré zéro de l'écriture). Ensaio.

Barthes, Roland. A Aventura Semiológica. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2001. (L'Aventure sémiologique). Linguística, Semiótica.

Barthes, Roland. O Grau da Voz. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2003. (Le Degré zéro de la voix). Ensaio.

Barthes, Roland. Escritos Sobre o Teatro. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2004. (Écrits sur le théâtre). Poesia, Drama.

Barthes, Roland. Incidentes, de Roland Barthes. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2004. (Incidents). Diario, Romance.

Barthes, Roland. Sade, Fourier, Loyola. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2005. (Sade, Fourier, Loyola). Ciências Humanas, Ensaio.

Baudelaire, Charles. As Flores do Mal. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martin Claret, 2011. (Les Fleurs du Mal). Poesía.

Bonnefoy, Yves. Yves Bonnefoy - Obra Poética. [Por: Mario Laranjeira]. São Paulo: Iluminuras, 1998. Poesia. Organização de Mário Laranjeira. Prefácio de Yves Bonnefoy.

Chenieux-Gendron, Jacqueline . O Surrealismo. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 1992. (Le Surréalisme). Arte, História da Arte.

Delbee, Anne. Camille Claudel, uma mulher. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 1988. (Une femme Camille Claudel). Biografía.

Duby, Georges. A Europa na Idade Média. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 1988. (L'Europe au Moyen Âge). Arte românica, Arte gótica.

Flaubert, Gustave. Madame Bovary. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Companhia das Letras, 2011. (Madame Bovary). Romance.

Gautier, Théophile . Baudelaire. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Boitempo Editorial, 2001. (Baudelaire). Critica Literária.

George, Pierre. Geografia Rural. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: DIFEL, 1982. (Précis de géographie rurale). Geografía.

George, Pierre. Geografia Urbana. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: DIFEL, 1983. (Précis de géographie urbaine). Geografía.

Gide, André. Os Moedeiros Falsos. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Estação Liberdade, 2009. (Les Faux-monnayeurs). Romance.

Gide, André. Diário dos Falsos Moedeiros. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Estação Liberdade, 2009. (Le Journal des Faux-Monnayeurs). Romance.

Gide, André. Os Porões do Vaticano. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Estação Liberdade, 2009. (Les Caves du Vatican). Romance.

La Fontaine. Fábulas de La Fontaine. [Por: Mario Laranjeira]. São Paulo: Estação Liberdade, 2004. Fábulas. Organização de Mário Laranjeira. Ilustrações de Marc Chagall.

Leroux, Gaston. O Fantasma da Ópera. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Ática, 1998. (Le Fantôme de l'Opéra). Romance.

Lesguillon, Henry. As Garantias Bancárias nos Contratos Internacionais. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Saraiva, 1987. (Les garanties bancaires dans les contrats internationaux). Direito.

Maury, Liliane. Freinet e a pedagogia. [Por: Mário Laranjeira & Yara María Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 1994. (Fereinet et la Pédagogie). Pedagogía, Psicología Educacional.

Michon, Pierre. Vidas Minúsculas. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Estação Liberdade, 2004. (Vies Minuscules). Ficção.

Pascal, Blaise. Pensamentos. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2001. (Pensées). Filosofía, Filosofía Francesa.

Pascal, Blaise. A Arte de Persuadir: precedida de A Arte da Conferência de Montaigne. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2002. (L’art de persuader précédé de L’Art de conférer de Montaigne). Filosofía, Filosofía Francesa.

Paty, Michel. Einstein ou A Criação Científica do Mundo. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Estação Liberdade, 2008. (Albert Einstein ou la création scientifique du monde). Ciência .

Perrault, Charles. Contos e Fábulas de Perrault. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 2007. Contos, Fábulas.

Perrault, Charles. Contos e Fábulas. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Iluminuras, 2018. Contos.

Vauvenargues. As Leis do Espírito. [Por: Mário Laranjeira]. São Paulo: Martins Fontes, 1998. (Des Lois de l'Esprit). Filosofía, Filosofía Francesa.  

Obra própria

Laranjeira, Mário. Poética da Tradução: do sentido à significância. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2003. 

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.