Lya Luft :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Lya Luft

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Lya Luft é de Santa Cruz do Sul, RS, cidade de colonização alemã e por esse motivo já em casa teve o primeiro contato com o alemão: até os três anos de idade falava quase apenas essa língua. Sua infância guarda muitas das leituras mágicas de contos de fada, escritos em alemão. Ela nasceu em 15 de setembro de 1938.

É formada em Pedagogia e Letras Anglo-Germânicas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUC-RS, e mestra em Literaturas Brasileira e Portuguesa pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS. Foi professora titular de Linguística por dez anos na Faculdade Porto-Alegrense, Fapa, mas seu jeito solitário de trabalhar fez com que ela se dedicasse à tradução e às literaturas.

Tradutora do inglês e por formação do alemão, antes dos 30 anos Lya Luft já vertera para o português obras de escritores como Hermann Hesse (do alemão) e Virginia Woolf (do inglês); mais tarde se dedicou à tradução dos alemães Rainer Maria Rilke, Günter Grass, Botho Strauss e Thomas Mann.

Em 1984 esteve pela primeira vez na Alemanha, para a Feira de Frankfurt, acompanhada de outros escritores como Autran Dourado, Antônio Callado e Luiz Fernando Veríssimo. Voltou outras vezes a passeio.

A tradutora e escritora premiada considera importante ler e meditar o livro todo, ler tudo o que puder sobre o autor e só depois começar a traduzir; mas ela deixa claro que não costuma seguir sempre este método, pois se considera muito impaciente (entrevista concedida ao Zero Hora, para Cris Gutkoski e Eduardo Veras).

Para Lya, uma das coisas boas da maturidade é aproveitar o que ela é, em vez de ficar com medo e querer forçar o que ela não é. Portanto, para a escritora, seja na tradução ou em sua dedicação à literatura, a regra para se produzir é se sentir capaz. (Correio Braziliense, 12 maio de 2002).

A tradutora conta que essa sua paixão por livros nasceu com ela, foi cultivada na biblioteca de seu pai e a ajudou a formar sua própria criação intelectual, atividade que veio à tona em 1979, quando ela se tornou escritora. Ela acredita que o fato de traduzir muitas obras de Günter Grass e o contato com o seu jeito vital e finamente irônico de escrever fez com que ela incorporasse um pouco disso em suas próprias obras, adotando também uma linguagem clara para dialogar com o leitor.

Verbete publicado em 26 de October de 2005 por:
Manuela Acássia Accácio
Werner Heiderman

Bibliografia

Traduções Publicadas

Bernhard, Thomas. Árvores abatidas: uma provocação. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Rocco, 1991. 167 p. (Holzfällen: eine Erregung). Romance.

Brecht, Bertolt. Romance dos três vinténs. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1976. 359 p. (Die Dreigroschenoper). Romance.

Broch, Hermann. O encantamento. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Rocco, 1990. 343 p. (Die Verzauberung).

Bühler, Charlotte Malachowski. Vida psíquica do adolescente: análise experimental e teoria do psiquismo da puberdade. [Por: Lya Luft]. São Paulo: Mestre Jou, 1980. (Das Seelenleben des Jugendlichen).

Döblin, Alfred. Berlim Alexanderplatz: a história de Franz Biberkopf. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Rocco, 1995. 432 p. (Berlin Alexanderplatz: Die Geschichte von Franz Biberkopf). Romance.

Dürrenmatt, Friedrich. Grego procura grega. [Por: Lya Luft]. Porto Alegre: Globo, 1966. 125 p. (Grieche sucht Griechin). Romance.

Dürrenmatt, Friedrich. Grego procura grega; A pane: uma história ainda possível. [Por: Lya Luft; Stella Altenbernd]. Porto Alegre: Globo, 1986. 176 p. (Grieche sucht Griechin; Die Panne). Romance.

Goebbels, Joseph. Diário, últimas anotações 1945. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1978. 282 p. (Tagebücher 1945).

Grass, Günter Wilhelm. Anos de cão. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Rocco, 1989. 604 p. (Hundejahre). Romance.

Grass, Günter Wilhelm. Um campo vasto. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1998. 612 p. (Ein weites Feld). Romance.

Grass, Günter Wilhelm. A ratazana. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 2002. 417 p. (Die Rättin). Romance.

Handke, Peter. A mulher canhota; Breve carta para um longo adeus. [Por: Lya Luft]. São Paulo: Brasiliense, 1985. 202 p. (Die Linkshändige Frau; Der kurze Brief zum langen Abschied). Posfácio Marília Pacheco Fiorillo. Romance.

Handke, Peter. A Ausência. [Por: Lya Luft]. Rocco, 1987. (Die Abwesenheit). Romance.

Härtling, Peter. A sombra de Schumann. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1999. 332 p. (Schumanns Schatten). Romance.

Hesse, Hermann. Sobre a guerra e a paz. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1974. (Krieg und Frieden). Ensaio.

Hesse, Hermann. Pequenas alegrias. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1977. 317 p. (Kleine Freuden). Prosa breve.

Hesse, Hermann. Vivências. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1977. (Erzählungen). Novelas.

Hesse, Hermann. Narrativas: textos escolhidos. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1981. 299 p. (Erzählungen). Tradução e prefácio de Lya Luft.

Hesse, Hermann. Transformações. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1984. 100 p. (Piktors Verwandlungen). Conto.

Konsalik, Heinz Günther. Amor de cossaco. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1979. 187 p. (Kosakenliebe). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. O anjo dos esquecidos. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1979. 295 p. (Engel der Vergessenen). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. Quente como o vento das estepes. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1979. 398 p. (Heiß wie der Steppenwind). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. Ninotchka: a heroína das estepes. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1981. 190 p. (Ninotschka: die Herrin der Taiga). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. O médico de Stalingrado. [Por: Lya Luft; Erica Bier]. Rio de Janeiro: Record, 1981. (Der Arzt von Stalingrad). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. Casamento por procuração. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1982. 253 p. (Eine glückliche Ehe). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. Manobras de outono. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1981. 334 p. (Manöver im Herbst). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. Ninguém vive de seus sonhos. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1982. 204 p. (Niemand lebt von seinen Träumen). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. Amor em São Petersburgo. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1980. 203 p. (Liebe in St. Petersburg). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. A casa dos corações perdidos. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1983. 271 p. (Das Haus der verlorenen Herzen). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. Expresso transiberiano. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1982. 205 p. (Transsibirien-Express). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. O coração do 6º exército. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1982. 281 p. (Das Herz der 6. Armee). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. Os amantes de Sotschi. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1985. 208 p. (Die Liebenden von Sotschi). Romance.

Konsalik, Heinz Günther. O amor floresce na primavera. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1983. 239 p. (Liebe lässt alle Blumen blühen). Romance.

Lessing, Doris May. O eco distante da tormenta. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1984. 264 p. (A ripple from the storm). Romance.

Lessing, Doris May. Exilada em seu país. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1984. 269 p. (Landlocked). Romance.

Mann, Thomas. Confissões do impostor Felix Krull: memórias. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981. (Bekenntnisse des Hochstaplers Felix Krull). Romance.

Mann, Thomas. Os famintos e outras histórias. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982. 328 p. (Erzählungen). Contos.

Mann, Thomas. O eleito. [Por: Lya Luft]. São Paulo: Mandarim, 2000. 271 p. (Der Erwählte). Romance.

Mann, Thomas. Sua Alteza Real. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985. 339 p. (Königliche Hoheit). Romance.

Müller, Herta. O compromisso. [Por: Lya Luft]. São Paulo: Globo, 2004. 204 p. (Heute wäre ich mir lieber nicht begegnet). Romance.

Musil, Robert. Três mulheres. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983. 135 p. (Drei Frauen). Contos.

Musil, Robert. O jovem Törless. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982. 193 p. (Die Verwirrungen des Zöglings Törless). Coleção Grandes Romances.

Rilke, Rainer Maria. Os cadernos de Malte Laurids Brigge. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1979. 146 p. (Die Aufzeichnungen des Malte Laurids Brigge). Romance.

Sebald, Winfried G. Os emigrantes. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 2002. 236 p. (Die Ausgewanderten). Romance.

Simmel, Johannes Mario. A terra ainda é jovem. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982. 364 p. (Die Erde bleibt noch lange jung). Contos.

Simmel, Johannes Mario. Ninguém quer um coração. [Por: Lya Luft]. São Paulo: Círculo do Livro, 1983. 304 p. (Zweiundzwanzig Zentimeter Zärtlichkeit). Romance.

Simmel, Johannes Mario. Não matem as flores. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983. 626 p. (Bitte lasst die Blumen leben). Romance.

Simmel, Johannes Mario. Viver é amar. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980. 610 p. (Wir heißen euch hoffen). Romance.

Strauss, Botho. Um homem jovem. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987. 372 p. (Der junge Mann). Romance.

Woolf, Virginia. O quarto de Jacob. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980. 206 p. (Jacob's room). Romance.

Woolf, Virginia. Passeio ao farol. [Por:Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982. (To the lighthouse). Romance.

Woolf, Virginia. As ondas. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981. 222 p. (The waves). Coleção Grandes Romances.

Woolf, Virginia. Entre os atos. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981. 156 p. (Between the acts). Romance.

Zweig, Stefan. Vinte e quatro horas na vida de um mulher, e outras novelas. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1999. 238 p. (Vierundzwanzig Stunden aus dem Leben einer Frau). Contos.

Zweig, Stefan. O mundo que eu vi. [Por: Lya Luft]. Rio de Janeiro: Record, 1999. 527 p. (Die Welt von Gestern). Autobiografia.

Obra própria

Luft, Lya. Canções do limiar. Porto Alegre: IEL, 1964. Editado como prêmio de um concurso estadual de poesia.

Luft, Lya. Flauta doce. Porto Alegre: Sulina, 1972. Poemas.

Luft, Lya. Matéria do cotidiano. Porto Alegre: Grafosul/ IEL, 1978. 82 p. Contos.

Luft, Lya. As parceiras. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980. 150 p. Romance.

Luft, Lya. A asa esquerda do anjo. Rio de Janeiro: Guanabara, 1981. Romance.

Luft, Lya. Reunião de família. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982. Romance.

Luft, Lya. Mulher no palco. Rio de Janeiro: Salamandra, 1984. 93 p. Poemas.

Luft, Lya. O quarto fechado. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984. 133 p. Romance.

Luft, Lya. Exílio. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987. 201 p. Romance.

Luft, Lya. O lado fatal. São Paulo: Siciliano, 1988. Poemas.

Luft, Lya. A sentinela. São Paulo: Siciliano, 1994. 164 p. Romance.

Luft, Lya. O rio do meio. São Paulo: Mandarim, 1996. 149 p. Prêmio Melhor obra do ano de 1996, da Associação de Críticos de Arte de São Paulo. Ensaios.

Luft, Lya. Secreta mirada. São Paulo: Mandarim, 1997. 262 p. Poemas.

Luft, Lya. O ponto cego. São Paulo: Mandarim, 1999. 153 p. Romance.

Luft, Lya. Histórias do tempo. São Paulo: Mandarim, 2000. 171 p. Romance.

Luft, Lya. Mar de dentro. São Paulo: Arx, 2002. 154 p. Romance.

Luft, Lya. Perdas & Ganhos. Rio de Janeiro: Record, 2003. 128 p. Ensaios.

Luft, Lya. Pensar é transgredir. Rio de Janeiro: Record, 2004. 192 p. Crônicas.

Luft, Lya. Histórias da Bruxa Boa. Rio de Janeiro: Record, 2004. 104 p. Histórias.

Luft, Lya. Para não dizer adeus. Rio de Janeiro: Record, 2005. 141 p. Poemas.

Luft, Lya. Silêncio dos amantes. No prelo. Ensaios.

Prêmios

Prêmio Alfonsina Storni de poesia, em Buenos Aires, 1980.

Prêmio Érico Veríssimo 1984 pelo conjunto de sua obra, da Assembleia do Rio Grande do Sul.

Melhor obra de ficção do ano com a obra Rio do Meio. Pela Associação Paulista de Criticos de Arte (APCA), em 1996.

União Latina/ Câmara Brasileira do Livro de Tradução Científica e Técnica pela tradução de Lete - Arte e Crítica do Esquecimento, em São Paulo na 17 ª Bienal Inter-nacional do Livro 2002.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.