Heitor Aquino Ferreira :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Heitor Aquino Ferreira

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Heitor Aquino Ferreira nasceu no Rio Grande do Sul em 1936. Oficial aposentado do Exército pela Academia Militar das Agulhas Negras (Resende, RJ), integrou o corpo de oficiais na década de 60, atuando também na Jarí Florestal e Agropecuária, na Petrobrás. Assistente de Golbery do Couto e Silva no SNI (Serviço Nacional de Informações, trabalhou no Gabinete do Presidente da República no Governo de Ernesto Geisel (1974–1979). Atuou na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro (BVRJ), na Editora Nova Fronteira, no Conselho Editorial da Editora Universidade de Brasília e no Arroio Grande Serviços Editoriais. Se destacou como tradutor literário do inglês para o português.

Heitor Aquino Ferreira possui um grande acervo de documentos pessoais – 222 horas de gravações de memórias e 1.500 páginas de diários. Em seus registros descreve os bastidores do poder entre 1964 e 1975. Sua presença ativa no cenário político contribuiu para que escolhesse traduzir textos literários de cunho político e social, tal como Animal Farm (1964), O mundo restaurado (1973), Bismack (1982) e Chrchill (2002)

Verbete publicado em 17 de February de 2012 por:
Iliane Tecchio
Ronaldo Lima

Excertos de traduções

Excerto de A revolução dos bichos, de George Orwell. Tradução de Heitor Aquino Ferreira

“Comrades,” he Said, “I trust that every animal here appreciates the sacrifice that Comrade Napoleon has made in taking this extra labour upon himself. Do not imagine, comrades, that leadership is pleasure! On the contrary, it is a deep and heavy responsibility. No one believes more firmly than Comrade Napoleon that all animals are equal. He would be only too happy to let you make your decisions for yourselves. But sometimes you might make the wrong decisions, comrades, and then where should we be? Suppose you had decided to follow Snowball, with his moonshine of windmills – Snowball, who, as we know now, was no better than a criminal?”. (p. 55)

“Camaradas”, ele disse, “tenho certeza de que cada animal compreende o sacrifício que o Camarada Napoleão faz ao tomar sobre seus ombros mais esse trabalho. Não penseis, camaradas, que a liderança seja um prazer. Pelo contrário, é uma enorme e pesada responsabilidade. Ninguém mais que o Camarada Napoleão crê firmemente que todos os bichos são iguais. Feliz seria ele se pudesse deixar-vos tomar decisões por vossa própria vontade; mas as vezes poderíeis tomar decisões erradas, camaradas; e então, onde iríamos parar? Suponhamos que tivésseis decidido seguir Bola-de-Neve, com suas miragens de moinho de vento – logo Bola-de-Neve, que, como hoje sabemos, não passava de um criminoso?”. (p. 48).



ORWELL, George. A Revolução dos Bichos. [Por: Heitor Aquino Ferreira]. Rio de Janeiro: Editora Globo, 1964. (Animal Farm). Fábula.

Bibliografia

Traduções Publicadas

ORWELL, George. A Revolução dos Bichos. [Por: Heitor Aquino Ferreira]. Rio de Janeiro: Editora Globo, 1964. (Animal Farm). Fábula.

JENKINS, Roy. Churchill. [Por: Heitor Aquino Ferreira]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2002. (Churchill). Biografia – História.

PALMER, Alan. Bismark. [Por: Heitor Aquino Ferreira]. Brasília: Editora da UnB, 1982. (Bismark). Biografia.

KISSINGER, Henry Alfred. O Mundo Restaurado. [Por: Heitor Aquino Ferreira]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1973. (A World Restaured). Ciências Humanas e Sociais.

SHERWOOD, Robert Emmet. Roosevelt E Hopkins: Uma História Da Segunda Guerra Mundial. [Por: Heitor Aquino Ferreira]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1998. (Roosevelt and Hopkins: An Intimate History).

História Geral

POWELL, Richard. Don Quixote Americano. [Por: Heitor Aquino Ferreira]. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2003. (Don Quixote, U.S.A.). Romance.

PLATT, Washington. A Produção de Informações Estratégicas. [Por: Heitor Aquino Ferreira e Álvaro Galvão Pereira]. Rio de Janeiro: Agir Editora, 1974. (Strategic intelligence production. Basic principles). Ciências Sociais.

KISSINGER, Henry. Diplomacia. [Revisão de tradução por: Heitor Aquino Ferreira] Tradução de Saul S. Gefter e Ann Mary Fighiera Perpétuo. Rio de Janeiro: Editora Francisco Alves, 1999. (Diplomacy). Ciências Políticas.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.