Daniel Piza :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Daniel Piza

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Escritor, jornalista, tradutor, Daniel Piza nasceu no dia 28 de março de 1970 em São Paulo. Formado em Direito no Largo São Francisco (USP), em 1991 iniciou sua carreira jornalística em O Estado de São Paulo, para o qual trabalhou como repórter e editor-assistente. Em 1992 exerceu o cargo repórter e editor-assistente na Ilustrada do jornal Folha de São Paulo, cobrindo especialmente as áreas dedicada a livros e artes visuais. Em 1995 foi contratado como editor e colunista da Gazeta Mercantil, no ano 2000 regressou ao jornal Estado de São Paulo como editor-executivo e colunista cultural e de 2004 a 2010 assinou uma coluna de futebol. Traduziu obras como Benito Cereno de Hermann Melville, A Máquina do Tempo de Herbert George Wells, Jesus de Jacques Duquesne, A Arte da Ficção de Henry James, Primeiros Encontros de Edward Sorel e O Agressor Sexual de Matthew Staddler. Participou junto com Ruy Castro da tradução dos contos de Dorothy Parker. Organizou, na área jornalística cultural e literatura brasileira seis outros livros. Como escritor escreveu 17 livros, entre eles Jornalismo Cultural (2003), a biografia Machado de Assis – Um Gênio Brasileiro (2005), Aforismos sem Juízo (2008) e o mais recente Noites Urbanas (2010). Redigiu os roteiros dos documentários São Paulo – Retratos do Mundo e Um Paraíso Perdido – Amazônia de Euclides. Daniel Piza faleceu em dezembro de 2011 aos 41 anos.

Verbete publicado em 9 de April de 2012 por:
Greice Bauer
Ronaldo Lima

Excertos de traduções

Excerto de O agressor sexual, de Matthew Stadler. Tradução de Daniel Piza.

I lay sleepless that first long night “home” in my new apartment. The empty walls echoed with murmurs and chair scrapes from my unseen neighbors. In the dark I tossed and shuddered like a caught fish. When dawn came I washed and dressed, eager for the morning rendezvous withmy Doctor-General.

Em meu novo “lar”, fiquei a noite inteira deitado sem dormir. As paredes vazias ecoavam murmúrios e poltronas sendo arrastadas por meus invisíveis vizinhos. No escuro, eu tossia e me agitava como um peixe recém-pescado. De manhã me lavei e me vesti, ansioso pelo encontro com o doutor-general.

“Our goal is to help you organize your life in such a way that your deviant behaviors do not recur,” he in fact began on our first morning, as promised. We sat facing one another in the heavy leather chairs of his outer chamber. “This involves more than simply punishment or isolation. We hope to redirect your desires and establish a structure to your life that will help you avoid temptation… situations, and such. Certain occupational and social skills will be strengthened, while the various obsessive urges that have compelled you toward deviant action will be redirected. I’m talking about your love button. I rather see it as making whole what is now an incomplete person, helping you move past a stage of arrested growth.

“Nosso objetivo é ajudá-lo a organizar sua vida de modo que seus desvios de comportamento não voltem a ocorrer”, começou ele na nossa primeira manhã, como prometido. Estávamos sentados um em frente ao outro, nas pesadas poltronas de couro da sua sala externa. “Isso envolve mais do que simples punição ou isolamento. Esperamos redirecionar seus desejos e estabelecer uma estrutura para sua vida, e isso o ajudará a evitar situações... tentadoras, e coisas que tal. Algumas habilidades ocupacionais e sociais serão reforçadas, ao passo que as variadas necessidades obsessivas que o compeliram a ações desviantes serão redirecionadas. Falo de seu amor imaturo. Prefiro ver o tratamento como algo que tornará integral o que agora é uma pessoa incompleta, ajudando você a vencer um estágio de desenvolvimento interrompido.”

Matthew Stadler. The sex offender: a novel. Grove Press New York, NY, 1994, p. 08.

Matthew Stadler. O agressor sexual. [Por: Daniel Piza] Geração editorial, São Paulo, 1996, p. 18 (The sex offender: a novel.)

Bibliografia

Traduções Publicadas

MELVILLE, Herman. Benito Cereno. [Por Daniel Piza]. Rio de Janeiro: Imago, 1993. (Benito Cereno) Contos.

 

WELLS, Herbert Georges. A Máquina do Tempo. [Por Daniel Piza]. São Paulo: Nova Alexandria, 1994. (The Time Machine) Romance.

 

DUQUESNE, Jacques. Jesus A verdadeira história. [Por Daniel Piza]. São Paulo: Geração Editorial, 2000. (Jésus) Boigrafia cristã.

 

JAMES, Henry. A arte da ficção. [Por Daniel Piza]. São Paulo: Imaginário, 1995. (The Art of Fiction) Ficção.

 

SOREL, Nancy Caldwell. Primeiros Encontros: um livro de encontros memoráveis. [Por Daniel Piza]. Rio de Janeiro: José Olympio, 1995. (First encounters: a book of memorable mutings) Caricatura e Humorismo americano.

 

STADLER, Matthew. O Agressor Sexual. [Por Daniel Piza]. São Paulo: Geração Editorial, 1996. (The Sex Offender) Romance fantástico.

 

 

 

PARTICIPAÇÃO EM TRADUÇÕES:

 

 

SANTOS, Hamilton dos; HEUVEL, Katrina Vanden. O perigo da Hora o século XX nas páginas do The Nation. [Por Daniel Piza e Hamilton dos Santos] São Paulo: Scritta Editorial, 1994.

 

PARKER, Dorothy. Big Loira e outras histórias de Nova York. [Por Ruy Castro e Daniel Piza] São Paulo: Companhia das Letras, 1995. (Big Blonde) Contos.

Obra própria

PIZA, Daniel. As senhoritas de Nova York – Descoberta de Pablo Picasso. São Paulo: FTD, 1996. Ficção.

PIZA, Daniel; FINGERMANN, Sergio. Mundois. São Paulo: Bei, 2001. Ficção.

PIZA, Daniel. Noites Urbanas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010. Ficção.

PIZA, Daniel. Questão de gosto – Ensaios e Resenhas. Rio de Janeiro: Record, 2000. Coletâneas.

PIZA, Daniel. Oras, bolas – da copa de 98 ao penta. São Paulo: Nova Alexandria, 2003. Coletâneas.

PIZA, Daniel. Perfis e Entrevistas – escritores, artistas, cientistas. São Paulo: Contexto, 2004. Coletâneas.

PIZA, Daniel. Contemporâneo de mim – 10 anos da coluna. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007. Coletâneas.

PIZA, Daniel. Aforismos sem juízo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2008. Coletâneas.

PIZA, Daniel. Leituras do Brasil. São Paulo: Talento, 2003. Ensaio.

PIZA, Daniel. Jornalismo cultural. São Paulo: Contexto, 2003. Ensaio.

PIZA, Daniel. Mistérios da literatura – Poe, Machado, Conrad e Kafka. Rio de Janeiro: Mauad, 2005. Ensaio.

PIZA, Daniel. Amazônia de Euclides – Viagem de volta a um paraíso perdido. São Paulo: Leya, 2010. Ensaio.

PIZA, Daniel. Dez anos que encolheram o mundo. São Paulo: Leya, 2011. Ensaio.

PIZA, Daniel. Ayrton Senna – O eleito. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003. Biografia.

PIZA, Daniel. Paulo Francis – Brasil na cabeça. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2004. Biografia.

PIZA, Daniel. Machado de Assis – Um gênio brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial, 2008. Biografia.

PIZA, Daniel. Academia Brasileira de Letras – Histórias e revelações. São Paulo: Dezembro Editorial, 2003. Crônica.

PIZA, Daniel. Viagem pela medicina brasileira. Rio de Janeiro: Ediouro, 2009. Crônica.

PIZA, Daniel. Chile e Brasil – Amizades, Poesias e Paralelos. Rio de Janeiro: Ediouro, 2010. Crônica.

PIZA, Daniel. Carlos Chagas – A ciência nos tópicos. Rio de Janeiro: Ediouro, 2010. Biografia.

AUDIOLIVRO

PIZA, Daniel. Machado de Assis – Vida e Obra. São Paulo: Universidade Falada, 2008. Biografia.

ORGANIZAÇÕES

FRANCIS, Paulo. Waaal – O dicionário da Corte da Paulo Francis. [Org. Daniel Piza] São Paulo: Companhia das Letras, 1996. Dicionário.

SHAW, Bernard. O teatro de ideias – Prosa crítica de Bernard Shaw. [Org. Daniel Piza] São Paulo: Companhia das Letras, 1996. Prosa crítica.

TYNAN, Kenneth. A vida como performance – Perfis. [Org. Daniel Piza] São Paulo: Companhia das Letras, 2004. Perfil.

ORWELL, George. Dentro da Baleia e outros ensaios. [Org. Daniel Piza] São Paulo: Companhia das Letras, 2005. Ensaio.

BARRETO, Lima. Cinco mulheres. [Org. Daniel Piza] São Paulo: Paz e Terra, 1997. Literatura brasileira.

CUNHA, Euclides da. Trechos de Os Sertões. [Org. Daniel Piza] São Paulo: Terra e Paz, 1997. Literatura brasileira.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.