Carlos Daghlian :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Carlos Daghlian

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Carlos Daghlian nasceu em Jaú, São Paulo, em 1938. É professor, escritor, diretor e tradutor de obras de inglês e de português. Morou em Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos, de 1963 a 1965.

Diplomou-se Bacharel e Licenciado em Letras Anglo-Germânicas pela USP, em 1962. Defendeu a dissertação de Mestrado em inglês, depois traduzida em português e publicada pela Fundação Joaquim Nabuco, de Recife: Master of Arts pela Pepperdine University, Los Angeles, EUA, em 1965.

Carlos Daghlian  doutorou-se em Letras pela USP em 1972;  obteve a  Livre-Docência em 1987 e tornou-se Titular em 1993, pela UNESP. Foi professor de Literatura Norte-Americana (graduação, de 1967 a 2003), e de Teoria da Literatura (pós-graduação, de 1979 a 2006) no IBILCE / UNESP, onde também foi chefe do Departamento de Letras Modernas, coordenador de Pós-Graduação em Letras e seu Diretor eventual. Foi Presidente Emérito da Associação Brasileira de Professores Universitários de Inglês (ABRAPUI) de 1976 a 2004,   diretor das revistas Estudos Anglo-Americanos, ABRAPUI,  Stylos, e também do Programa de Pós-Graduação em Letras do IBILCE/UNESP. É membro do conselho consultivo de várias publicações especializadas. Publicou, em periódicos nacionais e internacionais, trabalhos sobre Shakespeare, Joaquim Nabuco, Herman Melville, Emily Dickinson, Edgar Allan Poe, Jack London, Gwendolyn Brooks e William Faulkner.

 

 

 

 

Verbete publicado em 23 de November de 2007 por:
Lilia L. C. Agnes
Andréia Guerini

Excertos de traduções

Fragmento do conto “Esporte: Matar”, de Liam O'Flaherty. Tradução de Carlos Daghlian.

With a wild rush of scraping feet, the rabbit darted in under the flat rock. His right hind leg spat up a silver stone from the crag and disappeared, just as the dog’s snout landed with a thud at the hole. The dog yelped as he tumbled head over heels with the force of his mad rush. The rabbit crawled along the straight groove in the crag under the rock. His claws made a rasping sound as, one after the other, his legs thrust his body forward. He left a trail of brown fur behind him. Midway he halted, panting. He saw the dog’s black nose twitching and snorting at the far end of the groove in front. He painfully drew up his legs under his belly, twisted around his head so that he could see both entrances to the groove and waited. His sides pressed against the rock as they heaved.

Numa arremetida selvagem e com os pés rangendo, o coelho enfiou-se sob a rocha lisa. Com a pata traseira direita arrancou uma lasca de pedra do penhasco e desapareceu, no exato momento em que o focinho do cachorro bateu no buraco com muita violência. O cachorro ganiu enquanto caía de ponta cabeça por causa da força de sua louca investida. O coelho rastejou pelo túnel formado por um sulco liso do penhasco sob a rocha. Suas patas faziam um som áspero enquanto as pernas, uma após a outra, arremessavam o corpo para a frente. Deixou um rastro de pelo marrom atrás de si. No meio do caminho, parou ofegando. Viu o focinho preto do cão remexendo e bufando na outra ponta. Com sacrifício, tirou as pernas que estavam sob a barriga, girou a cabeça para ver as duas entradas do túnel e esperou. Com as costas, tentava erguer a rocha.

O'Flaherty, Liam. “Sport: The Kill”. In: The Collected Stories. New York: St. Martin’s Press, 1999.

O'Flaherty, Liam. “Esporte: Matar”. In: Mutran, Munira H. (Org.). O mundo e suas criaturas: uma antologia do conto irlandês. [Por: Carlos Daghlian.]. São Paulo: Humanitas, 2006. p. 91.

Bibliografia

Traduções Publicadas

Brooks, Gwendolyn. "A Negritude em Dois Poemas". [Por: Carlos Daghlian]. In: Fragmentos, Florianópolis: UFSC, v.4, n.1, 1993.

Creasey, John. Pânico. [Por: Carlos Daghlian]. São Paulo: Editora das Américas, 1967. (Panic).

Dickinson, Emily; Chociay, Rogerio E. Influência e Repercussão, Poesia e Música. [Por: Carlos Daghlian]. São Paulo: Perspectiva, nº 195, 1985. Coleção Debates.

Dickinson, Emily; Chociay, Rogerio E. Poems by ED in Portuguese: Translation and Bibliographical Notice e Higginson Journal of Poetry. [Por: Carlos Daghlian]. Brentwood, Maryland, EUA, nº 43, 1985.

Dickinson, Emily; Chociay, Rogerio E.  A Obsessão Irônica na Poesia de Emily Dickinson. S. J. do Rio Preto: UNESP, 1987.

Faulkner, William. "Setembro Seco". In: Mutran, Munira (Org.). Os Herdeiros de Poe: Uma antologia do conto norte-americano no século XX. [Por: Carlos Daghlian]. São Paulo: Olavobrás, 1998.

Heaney, Seamus. "Song".  Nobel de Literatura: A poesia como anseio de paz. (Por Carlos Daghlian].   In: Ciência Hoje (SBPC) XX, v.16 (12/95): 11-12. Comentário sobre a obra de Seamus Heaney, com a tradução de seu poema "Song".

Longley, Michael. Cessar-fogo e Essa Gente. [Por: Carlos Daghlian]. ABEI Newsletter # 11 & 12 São Paulo, June 1997: 3, 4 p. (Ceasefire e All of these People).

MacMahon, Bryan. “O Gato no Milharal”. [Por: Carlos Daghlian]. In: Mutran, Munira (Org.). Uma Antologia de Contos Irlandeses. São Paulo: Olavobrás / ABEI, 1996.

O’Flaherty, Liam. “Esporte: Matar” [Por: Carlos Daghlian]. In: Mutran, Munira (Org.). O Mundo e Suas Criaturas . São Paulo: Humanitas, 2006, 91-94 p.

O’Flaherty, Liam. “O Gato Preto” [Por: Carlos Daghlian]. In: Mutran, Munira (Org.). O Mundo e Suas Criaturas. São Paulo: Humanitas, 2006, 107-117 p.

Santana, Romildo. Kong, the Film and the Myth. [Por: Carlos Daghlian]. Lapis (USA) nº 8 (Fall 1982): 51 p.

Sant'Anna, Romildo & Volpato, Reinaldo & Embrafilme. Canabraba e A Necessidade da Expressão. Curta-metragem, 35mm, color.

Obra própria

 

Daghlian, Carlos. "Poemas de Emily Dickinson em Português" (Nota bibliográfica). Estudos Anglo-Americanos (ABRAPUI), n. 2, 1978, 97-98 p.

Daghlian, Carlos. Emily Dickinson’s poem J252: I can wade grief. Anais do XXI SENAPULLI (Seminário Nacional de Professores Universitários de Inglês). Maringá, PR: Universidade Estadual de Maringá, 1989, 114-118 p.2

Daghlian, Carlos. "Componentes irônicos na poesia de Emily Dickinson". Letr@ Viv@. Edição Especial (A Palavra Viva de Emily Dickinson), João Pessoa, UFPB, 2006, 79-98 p.

Daghlian, Carlos. "Emily Dickinson: A realização de uma performance identitária pela ironização da sociedade". In: Luiz Paulo da Moita Lopes, Fabio Akcelrud Durão, Roberto Ferreira da Rocha (eds.). Performances: Estudos de Literatura em homenagem a Marlene Soares dos Santos. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2007, 165-186 p.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.