Braulio Tavares :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Braulio Tavares

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

O paraibano Braulio Tavares nasceu no ano de 1950 na cidade de Campina Grande, onde morou por mais de 20 anos. Estudou cinema em Minas Gerais, ciências sociais na Paraíba e em 1982 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde vive desde então. Em sua atuação artístico-cultural, podemos encontrar Braulio como tradutor, compositor, poeta, letrista, pesquisador, escritor, colunista de jornal e roteirista.

Estudioso de literatura fantástica e de ficção científica desde os anos 80, o mesmo organizou diversas antologias do gênero, entre as quais podemos citar Páginas do Futuro: contos brasileiros de ficção científica (2011) e Contos Obscuros de Edgar Allan Poe (2010). ambas publicadas pela editora Casa da Palavra.

Na tradução, podemos nos deparar com o trabalho de Braulio na obra A Máquina do Tempo (2010) de H. G. Wells, o primeiro e mais importante romance moderno sobre viagens no tempo, um destacado clássico da literatura mundial. Também é possível encontrar a tradução de Braulio em obras de Philip K. Dick, Raymond Chandler e Jeff VanderMeer, nomes de destaque na literatura de ficção científica e mistério.

Estudioso da literatura de cordel, Braulio publicou, junto a Editora 34, diversas obras nessa área. São exemplos: O flautista misterioso e os ratos de Hamelin (2006) e O Poder da Natureza (2013).

Ao todo, Braulio Tavares tem 30 livros publicados, entre romances, contos, poesias, ensaios, crônicas, infantis e antologias. Como compositor, o mesmo possui mais de 80 músicas gravadas. Em seu blog, Mundo Fantasmo, mantido há mais de dez anos, conta com 4.674 artigos sobre cultura em geral (estatística coletada em fevereiro de 2021).

Recebeu o Prêmio Caminho de Ficção Científica, em Portugal (1989), Prêmio Shell de Teatro (1992 e 2017), Prêmio APCA de Literatura Infantil (2007) e o Prêmio Jabuti de Literatura Infantil (2009).

Seus interesses mais frequentes são a ficção científica, a literatura fantástica e a poesia popular do Nordeste (literatura de cordel e cantoria de viola). 

 

Verbete publicado em 5 de March de 2021 por:
Andressa Bezerra Ferreira
Marie-Hélène Catherine Torres

Excertos de traduções

Excerto de Espere agora pelo ano passado, de Philip K. Dick. Tradução de Braulio Tavares

every man involved in an unhappy marriage loses the metabiological capacity to know what he does want.

todo homem mergulhado num casamento infeliz perde a capacidade metabiológica de saber o que quer.

A Lucky Strike package. Well, he reflected grimly, Kathy is off again. The creative urge, which can only find an outlet in spending. And always above and beyond her own salary – which, he had to admit to himself, was a bit greater than his own, alas. But in any case, why hadn't she told him? A major purchase of that sort ...

Um maço de Lucky Strike. Bem, refletiu ele, sombrio, Kathy ataca de novo. O impulso criativo, que só consegue escoar pelo dinheiro. E sempre muito mais que o salário — o qual, ele tinha de admitir, era um pouco maior que o seu próprio, infelizmente. Mas em todo caso, por que ela não falara nada? Uma compra vultosa como aquela…

Within the TF&D Building he dialed the hall leading to his own office, squelching the impulse to drop by Kathy's office upstairs for an immediate confrontation. Later, he decided. After work, perhaps at dinner.

Dentro do edifício da TF&D, ele digitou o andar que levava à sua sala, reprimindo o impulso de parar na sala de Kathy, que ficava logo acima, para um confronto imediato. Decidiu que seria melhor mais tarde. Depois do trabalho; no jantar, talvez.

How are you today, Mrs Sharp? Get home all right from that war-bond rally last night? No warmongering pickets hit you on the head?

Como vai a senhora, sra. Sharp? Voltou em segurança para casa ontem à noite, depois do comício sobre cupons de guerra? Nenhum piquete de agitadores a acertou na cabeça?

'So you're content,' Kathy said, in a muffled, bitter voice, 'to appear to be successful. When you really aren't.' And then, sniffling and snuffling, she added, 'And you're terrible in bed.'

Então você está satisfeito, disse Kathy, a voz abafada, amarga -- somente em parecer bem-sucedido. Quando na verdade você não é. — E depois, fungando, fanhosa, completou: -- E você é péssimo na cama.

'God,' Jonas said, with feeling. To know something really thoroughly; how that must feel. Down with the fliegemer Renaissance – I say specialize in one area until—' He broke off, seeing that both the Sweetscents had a grim, taciturn cast about them. 'I interrupted?

— Meu Deus — disse Jonas, com emoção verdadeira. — Saber alguma coisa de maneira realmente completa… que sensação deve ser. Abaixo a maldita Renascença! Quero dizer, especializar-se em alguma área até que… — Ele se interrompeu, percebendo que ambos os Sweetscents estavam com um ar taciturno. — Interrompi alguma coisa?

Oh, the overtones came through in that exchange; you could feel it in the air like the chill of death. There ought to be an ordinance that a man can't work for the same outfit as his wife.

— Ora, os tons de voz dessa conversa. Dava para sentir no ar, como o sopro frio da morte. Devia haver uma norma estabelecendo que um homem não pode trabalhar na mesma empresa que a esposa.

'I've got plenty of vitality,' Eric said. 'I'm good for a long time. And life isn't going to get the best of me.' From his coat pocket he brought forth the bill which the robant collector had presented to him. 'Think back. Did a package of Lucky Strike with the green show up at Wash-35 about three months ago? A contribution from Kathy?

— Eu tenho bastante vitalidade — disse Eric. — Estou pronto para ter uma vida longa. E a vida não vai me passar para trás. — Ele foi buscar no bolso do paletó a conta que o servo-robô lhe apresentara. — Use a memória. Será que um maço de Luc Strike com a embalagem verde apareceu em Wash-35, cerca de três meses atrás? Uma contribuição de Kathy?

'You poor suspicious stupid creak. That's all you can manage to brood about.'

— Coitado de você, cheio de desconfianças estúpidas. Isso é tudo que você consegue focar na sua mente.

Personally, if my heart gave out – which it no doubt will do one of these days – I wouldn't particularly care to go to you. You're too tangled in your own personal affairs. You live for yourself, not the planetary cause.

Pessoalmente, se meu coração falhasse, o que sem dúvida vai acontecer dentro de alguns dias, eu não me daria o trabalho de chamá-lo. Você está mergulhado demais em seus assuntos pessoais. Você vive para si mesmo, não para a causa do planeta.

supreme elected leader of Terra's unified planetary culture, and the supreme commander of its armed forces in the war against the reegs.

o líder supremo e eleito na cultura unificada do planeta Terra e o supremo comandante de suas forças armadas na guerra contra os reegs.

'And you spent the next few years directing your efforts toward controlling your hatred for your wife [...] 'And the hatred for her,' Mole said, 'became hatred for yourself'.

E depois passou os anos seguintes fazendo todos os esforços possíveis para controlar o ódio que sentia pela sua esposa [...] E seu ódio por ela — disse o Dique — transformou-se em ódio por você mesmo.

DICK, Philip K. Now wait for the last year. New York: Doubleday, 1966, 197 p.

Dick, Philip K. Espere agora pelo ano passado. [Por: Braulio Tavares ]. Editora Suma. Rio de Janeiro. 296 p. 2018. (Now wait for the last year). Ficção Científica.

Bibliografia

Traduções Publicadas

Wells, H. G. A Máquina do Tempo. [Por: Braulio Tavares]. Rio de Janeiro: Editora Alfaguara, 2010. (The Time Machine). Ficção Científica.

Wells, H. G. O país dos cegos e outras histórias. [Por: Braulio Tavares]. Editora Alfaguara. Rio de Janeiro, 344 p. 2014. (The Country of the Blind and Other Stories). Ficção Científica.

Chandler, Raymond. A Dama do Lago. [Por: Braulio Tavares]. Editora Alfaguara. Rio de Janeiro. 272 p. 2014. (The Lady in the Lake). Mistério.

Chandler, Raymond. O Longo Adeus. [Por: Braulio Tavares]. Editora Alfaguara. Rio de Janeiro. 400 p. 2014. (The Long Goodbye). Romance.

VanderMeer, Jeff. Aniquilação. [Por: Braulio Tavares]. Editora Intrínseca. Rio de Janeiro. 200 p. 2014. (Annihilation). Romance.

VanderMeer, Jeff. Autoridade. [Por: Braulio Tavares]. Editora Intrínseca. Rio de Janeiro. 200 p. 2015. (Authority). Fantasia.

Powers, Tim. O Palácio dos Pervertidos.  [Por: Braulio Tavares]. Editora 34. São Paulo. 256 p. 1993. (Dinner at Deviant’s Palace). Romance.

Willis, Connie. O Livro do Juízo Final. [Por: Braulio Tavares]. Editora Suma. Rio de Janeiro. 576 p. 2017. (Doomsday book). Ficção Científica.

Dick, Philip K. Espere agora pelo ano passado. [Por: Braulio Tavares]. Editora Suma. Rio de Janeiro. 296 p. 2018. (Now wait for the last year). Ficção Científica.

Dick, Philip K. O tempo desconjuntado. [Por: Braulio Tavares]. Editora Suma. Rio de Janeiro. 272 p. 2018. (Time out of joint). Ficção Científica. 

 

Obra própria

Conto

Tavares, Braulio. A Espinha Dorsal da Memória. Lisboa. Editorial Caminho. 1989. Vencedor do Prêmio Editorial Caminho de Ficção Científica de 1989.

Tavares, Braulio. Mundo Fantasmo. Lisboa. Editorial Caminho. 1994.

Tavares, Braulio. Mundo Fantasmo/A Espinha Dorsal da Memória. Rio de Janeiro. Editora Rocco. 1996.

Tavares, Braulio. Sete Monstros Brasileiros. Rio de Janeiro. Editora Casa da Palavra. 2014.

Antologia (de Literatura Fantástica e de Ficção Científica)

Tavares, Braulio. (Organizador). Contos Obscuros de Edgar Allan Poe. Rio de Janeiro. Editora Casa da Palavra. 2010.

Tavares, Braulio. (Organizador). Freud e o Estranho: contos fantásticos do inconsciente. Rio de Janeiro. Editora Casa da Palavra. 2007.

Tavares, Braulio. (Organizador). Páginas de Sombra: contos fantásticos brasileiros. Rio de Janeiro. Editora Casa da Palavra. 2003.

Tavares, Braulio. (Organizador). Detetives do Sobrenatural: contos fantásticos de mistério. Rio de Janeiro. Editora Casa da Palavra. 2014.

Tavares, Braulio. Contos Fantásticos no Labirinto de Borges. Rio de Janeiro. Editora Casa da Palavra. 2005.

Tavares, Braulio. (Organizador). Páginas do Futuro: contos brasileiros de ficção científica. Rio de Janeiro. Editora Casa da Palavra. 2011.

Tavares, Braulio. (Organizador). Histórias Para Lembrar Dormindo. Rio de Janeiro. Editora Casa da Palavra. 2013.

Tavares, Braulio. (Organizador). Contos Fantásticos de Amor e Sexo. Rio de Janeiro. Editora Ímã. 2011.

 

Poesia

Tavares, Braulio. O Homem Artificial: poemas. Rio de Janeiro. Editora Sette Letras. 1999.

Tavares, Braulio. O Poder da Natureza. São Paulo. Editora 34. 2013.

Tavares, Braulio. O flautista misterioso e os ratos de Hamelin. São Paulo. Editora 34. 2006.

 

Crônica

Tavares, Braulio. A Nuvem de Hoje. Campina Grande. Editora Eduepb.  2011.

Tavares, Braulio. A Arte de Olhar Diferente. São Paulo. Editora Hedra. 2012.

Tavares, Braulio. A Idade da Ignorância. Campina Grande. Editora UEPB / Latus. 2013.

Tavares, Braulio. 78 Rotações. Natal. Editora Jovens Escribas. 2015.

 

Ensaio

Tavares, Braulio. O Anjo Exterminador. Rio de Janeiro. Editora Rocco. 2002.

Tavares, Braulio. O Que é Ficção Científica. São Paulo. Editora Brasiliense. 1986.

Tavares, Braulio. A Pulp Fiction de Guimarães Rosa. João Pessoa. Editora Marca de Fantasia. 2008.

 

Tavares, Braulio. O Rasgão no Real. João Pessoa. Editora Marca de Fantasia. 2005. 

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.