Alex Cojorian :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Alex Cojorian

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Alex Cojorian nasceu em 22 de julho de 1969 na cidade de São Bernardo do Campo, São Paulo. Alex já viajou por alguns países da América Latina, mas nunca residiu no exterior. Atualmente mora em Brasília, exercendo o cargo de Conselheiro da revista DF Letras, da Câmara Legislativa do Distrito Federal, onde também trabalha como Técnico Legislativo. Além disso, atuou como editor da Círculo de Brasília Editora, nas revistas ULT (2006) e Circuito (2004); é presidente da ONG Círculo de Estudos Clássicos de Brasília e escreve crônicas em periódicos e na revista eletrônica www.verbo21.com.br.Dentre as suas atividades profissionais, pode-se citar a de escritor, tradutor, editor, professor, palestrante, ilustrador e artista gráfico.

Alex iniciou seus estudos em Inglês no colégio. Posteriormente fez um curso intensivo de gramática e leitura e para familiarizar-se com a parte ativa da língua frequentou aulas particulares. Após encerrar o curso de Letras, dedicou-se também a estudar Latim e Grego Antigo. Quanto ao Espanhol, estudou por conta própria, e só bem mais tarde, depois de alguns anos exercendo a profissão de tradutor, frequentou aulas particulares com foco na fala e escrita da língua. Iniciou, ainda, estudos de francês, de alemão, de romeno e de japonês, todos inconclusos.

Graduou-se em Língua Portuguesa pela Universidade de Brasília, em 1995, e começou a traduzir do espanhol quinhentista e seiscentista a partir do ano de 2001. Atualmente traduz do espanhol, do inglês e do latim, embora só tenha traduções publicadas da língua espanhola.

Verbete publicado em 11 de April de 2009 por:
Laís Grubba Tavares
Andréia Guerini

Bibliografia

Traduções Publicadas

Sete Tradições de Ricardo Palma.  Tradução e notas de Alex Cojorian; participação de Josué Montello. Edição bilíngue esp./port. Brasília: Círculo de Brasília/São Paulo: Oficina do Livro Rubem Borba de Moraes, 2007;

Don Juan – o Burlador de Sevilha e o Convidado de Pedra, obra atribuída a Tirso de Molina. Tradução de Alex Cojorian. Edição bilíngue esp./port. Brasília: Círculo de Brasília, 2004.

A Vida de Lazarilho de Tormes e de suas Fortunas e Adversidades. Tradução de Alex Cojorian. Edição bilíngue esp./port. Brasília: Círculo de Brasília, 2002.

Obra própria

Artigos:

 Cojorian, Alex. “Uma comédia em quatro tempos – a Comédia da Marmita, antes e depois de Plauto”.In:Humanidades.Brasília:EdUnb(a sair).

Cojorian, Alex. “Pícaros no Brasil?”. In: DF Letras, n° 97/102, julho/dez., 2003.

Prosa:

Cojorian, Alex. “Uma noite quente e ainda alguns espectros fantasmais”. In: Todas as Gerações – O conto brasiliense contemporâneo. Org:Ronaldo Cagiano. Brasília: LGE, 2006.

 França, Eloá. Breve ausência de Demétrio. Prefácio de Alex Cojorian. Brasília:Círculo de Brasília, 2007 (no prelo).

Cojorian, Alex.“Civitas non plus ultra”. In:Concreta Brasília Abstrata. Org: Wagner Hermuche. São Paulo: Mediale , 2003.

Cojorian, Alex. Lua da vaidade. (conto). Brasília: ECAB, 1994.

 Lowry, Malcolm. Cáustico Lunar. Prefácio de Alex Cojorian. Brasília: Círculo de Brasília, 2005.

Cojorian, Alex. A Leviana. Peça em um ato, 2006 (inédito).

Cojorian, Alex. A Televisão ou l’Amour à quatre. Libreto para opereta homônima, encomenda de Francisco Frias como continuação para O Telefone ou l’Amour à trois, de Gian Carlo Menotti, 2005 (inédito).

Poesia:

Cojorian, Alex. “Se essa rua”. In: Coletânea de Poesias: IV Prêmio de Poesias C. D. Andrade. Brasília: Sesc/DF,2005.

Cojorian, Alex. "Trovas". In: Múltiplos eróticos. Brasília: ECAB, 1998.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.