Alcione Araújo :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Alcione Araújo

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

O romancista, cronista, dramaturgo, roteirista de cinema e TV, e tradutor Alcione Araújo nasceu em 1945, em Januária, Minas Gerais. Desde 1976 reside no Rio de Janeiro. Pós-Graduado em Filosofia, foi professor da UFMG e UFRJ, mas deixou o magistério para se dedicar exclusivamente a escrever e traduzir.

Atuando em diversos campos da vida intelectual no Brasil, seu trabalho inclui mais de treze peças teatrais, entre elas Há vagas para moças de fino trato (1974), Doce deleite (1981) e Muitos anos de vida, sendo esta última agraciada com o Prêmio Molière de 1984 de Melhor Autor Teatral. Para o cinema, escreveu mais de quinze roteiros de filmes de destaque como Jorge, um brasileiro e Nunca fomos tão felizes, recebendo por este último os troféus de Melhor Roteiro no XII Festival de Gramado (1984) e Candango no XVII Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Escreveu a telenovela A idade da loba, além de seriados e especiais para emissoras de televisão da Dinamarca, França e Alemanha.

Em 1998, depois de consagrar-se como autor de peças teatrais e roteirista, Araújo estreou na literatura com o aclamado romance Nem mesmo todo o oceano. Em 2004, publicou o livro Urgente é a vida, uma seleção das melhores crônicas do autor, com o qual ganhou o Prêmio Jabuti. Em 2006, publicou  Escritos na Água, também um livro de crônicas. Em 2008, lançou seu segundo romance, Pássaros de vôo curto.

Enquanto tradutor, foi responsável pela tradução de obras de importantes nomes da literatura, como Jean Paul Sartre, Albert Camus, Yeats e García Lorca.

Verbete publicado em 20 de March de 2008 por:
Fedra Rodríguez Hinojosa
Ronaldo Lima

Bibliografia

Traduções Publicadas

Camus, Albert. Estado de Sítio. [Por: Alcione Araújo e Pedro Hussak]. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. (L'État de siège)

Sartre, Jean-Paul. Entre quatro paredes. [Por: Alcione Araújo e Pedro Hussak]. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005. (Huis Clos)

Obra própria

Araújo, Alcione. Sob neblina use luz baixa. São Paulo: Soma, 1978.

Araújo, Alcione. Ciclo de Palestras sobre o Teatro Brasileiro. Fortaleza: Fundação Waldemar Alcântara, 1988.

Araújo, Alcione. Nem mesmo todo o oceano. Rio de Janeiro: Editora Record, 1998.

Araújo, Alcione, et al . Sete pecados do capital. Rio de Janeiro:Record, 1999. Coleção de ensaios.

Araújo, Alcione. O Evangelho segundo São Lucas. Rio de Janeiro: Objetiva, 1999.

Araújo, Alcione. Metamorfoses do pássaro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

Araújo, Alcione. Simulações do naufrágio. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

Araújo, Alcione. Visões do abismo. Rio de Janeiro:Civilização Brasileira, 1999.

Araújo, Alcione. Urgente é a vida. Rio de Janeiro: Record, 2004.

Araújo, Alcione. Escritos na água. Belo Horizonte: Leitura, 2006.

Araújo, Alcione, et al. Este seu olhar. São Paulo:Moderna, 2006. Coleção de contos organizado por Regina Zilberman.

Araújo, Alcione. Pássaros de vôo curto. Rio de Janeiro: Record, 2008.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.