Alberto Marsicano Rodrigues :: DITRA - Dicionário de tradutores literários no Brasil :: 
Dicionário de tradutores literários no Brasil


Alberto Marsicano Rodrigues

Perfil | Excertos de traduções | Bibliografia

Alberto Marsicano Rodrigues nasceu em 31 de janeiro de 1962 em São Paulo. Músico, tradutor, escritor, filósofo e professor, concluiu seus estudos no Colégio Santa Cruz de São Paulo. Em 1999, diplomou-se Bacharel em Filosofia, Ciência e Letras pela Universidade de São Paulo e em Música Clássica pela Benares Hindu University, Índia.

Alberto Marsicano visitou e viveu em diversos países. Em 1980, em Bombaim, começou a traduzir textos do sânscrito para o espanhol. Em Londres, aprendeu a tocar cítara com o maestro indiano Ravi Shankar. E em Benares, Índia, estudou música clássica indiana (cítara) com Krishna Chakravarty, professora da Universidade de Benares. Morou na França, Espanha, Portugal, Trinidad e Tobago, Estados Unidos, México, Nepal, Marrocos, Egito.

Após alguns anos, Alberto, retornou ao Brasil, onde realizou ciclos de palestras como: O ideograma clássico na poesia japonesa e coreana e sua tradução para o português e William Blake, Rimbaud, John Keats e a sonoridade fluctissonante da Língua Portuguesa.

Com sua sensibilidade artística, conquistou a admiração e o respeito em diversas áreas.

Traduziu em colaboração com John Milton o livro O casamento do céu e do inferno & outros escritos de William Blake, em homenagem aos seus 250 anos de nascimento. Além de fazer traduções diretas do japonês com a obra Haikai Antologia da Poesia Clássica Japonesa, em colaboração com Kensuke Tamai da Universidade de Harvard e Beatriz Shizuko Takenaga da USP, traduziu do catalão Conversas com Gaudi de César Marinell.

Enquanto traduzia, Alberto escreveu poesias, crônicas, livros-CD e publicou diversos artigos sobre a poesia japonesa, coreana e indiana. O seu trabalho pode ser acessado no site: www.marsicano.tk.

Alberto Marsicano foi homenageado por outro escritor consagrado, Haroldo de Campos, através do prefácio de suas traduções: Sijô - Poesiacanto Coreana Clássica e Haikai - Antologia da Poesia Clássica Japonesa e com a dedicatória, do seu livro Crisântempo o poema "Pré-Haikai para Marsicano", do álbum de poesias gravado em CD “Galáxias” (32 Letras).

Tradutor e músico, recebeu o prêmio Jabuti em 1999. Em 1997, foi indicado ao 49Th Grammy dos USA. Também foi homenageado pelo Governo Indiano pelo trabalho de difusão da cultura indiana e introdução do Sitar no Brasil, data comemorativa aos cinqüenta anos de Independência da Índia.

Verbete publicado em 7 de December de 2007 por:
Lilia L. C. Agnes
Andréia Guerini

Modificado em 3 de March de 2008

Excertos de traduções

Poema “À Estrela Vésper”, de William Blake. Tradução de Alberto Marsicano.

To the Evening Star

Thou fair hair'd angel of evening,
Now, whilst the sun rest on the mountains, light
Thy bright torch of love; thy radiant crown
Put on, and smile upon our evening bed!
Smile on our loves, and, while thou drawest the
Blue curtains of the sky, scatter thy silver dew
On every flower that shuts its sweet eyes,
In timely sleep. Let thy west wind sleep on
The lake; speak silence with thy glimmering eyes,
And wash the dusk with silver. Soon, full soon,
Dost thou withdraw; then the wolf rages wide,
And the lion glares thro' the dun forest;
The fleeces of your flocks are cover'd with
Thy sacret dew: protect them with thine influence.

À Estrela Vésper

Tu, anjo noturno de alva cabeleira,
Agora enquanto o sol se inclina sobre a colina, inflama
Teu reluzente lume, coloca a radiante coroa
E sorri sobre o leito da noite!
Sorri sobre nossos encantos enquanto recolhes
As cortinas azuis do céu, esparge teu argênteo orvalho
Sobre cada flor que cerra ao sono seus doces olhos,
Deixa que o vento do oeste adormeça sobre o lago
Fala em silêncio com os teus luminosos olhos
Banha de prata o crepúsculo e de repente
Te retiras enquanto enfurece o lobo,
E o leão o escuro bosque espreita: Os velos de nossos rebanhos recobriram-se
Com o teu sagrado orvalho;
Protege-os com teus sutis sortilégios.

 

Blake, William. The Complete Poetry and Prose of William Blake. New York. US: Ed. David V. Erdman, 1992.

 

Blake, William. Escritos de William Blake. [Por: Alberto Marsicano]. Porto Alegre: Ed. L&PM, 1984.

Bibliografia

Traduções Publicadas

Blake, William, O casamento do céu e do inferno & outros escritos. [Por: Alberto Marsicano]. Porto Alegre: L&PM Pocket Pus 2007. (The Mariage of Heaven and Hell).

Brunet, Cesar Martinell. Conversas com Gaudí. [Por: Alberto Marsicano]. São Paulo: Perspectiva. Col. Debates. ( Conversaciones con Gaudí).

Blake, William. Escritos de William Blake. [Por: Alberto Marsicano]. Porto Alegre: L&PM, 1984.

 

Basho, Matsuo. Trilha Estreita ao Confim. [Por: Alberto Marsicano & Kimi Takenaka]. São Paulo: Iluminuras, 1997. Diário poético de viagem. (Hoku No Hosomishi).

Keats, John. Nas invisíveis Aaas da poesia. [Por: Alberto Marsicano & John Milton]. São Paulo:Iluminuras, 1998. Antologia poética.

(Vários autores). Sijô Poesicanto Coreana Clássica. [Por: Alberto Marsicano & Yun Jung Im]. São Paulo:Iluminuras, 1984. Antologia da poesia clássica coreana com ensaio introdutório de Haroldo de Campos. Edição subvencionada pelo Governo Coreano através do The Corean Culture and Art Foundation.

(Vários autores). Haikai. [Por: Alberto Marsicano, Kensuke Tamai & Beatriz Shizuko Takenaga]. São Paulo: Japan Foundation, 1988. Antologia da poesia clássica japonesa com prefácio de Haroldo de Campos. Edição subvencionada pelo governo japonês através da Japan Foundation.

Wordsworth, William. O olho imóvel pela força da harmonia – Antologia. [Por: Alberto Marsicano]. São Paulo: Cateliê.

Livro organizado:

Moraes, Pedro de Souza. Crônica das horas. [Por: Alberto Marsicano & Leda Tenório Motta]. São Paulo: Iluminuras, 1997.

Obra própria

Marsicano, Alberto.Idiomalabarismos. São Paulo:Alethéia, 1979. Poesia experimental com prefácio de Haroldo de Campos.

Marsicano, Alberto. Rimbaud Por Ele mesmo. São Paulo: Martin Claret, 1996. Col. Por Ele Mesmo nº 37.

Marsicano, Alberto. Sendas solares. São Paulo: Massao Ohno, 1980. Poesia experimental.

Marsicano, Alberto. Jim Morrison Por Ele Mesmo. São Paulo: Martin Claret, 1992. Col. Por Ele Mesmo nº 10.

Marsicano, Alberto. A Música Clássica da Índia. São Paulo:Perspectiva. Livro-CD.Col. Signos.

Artigos publicados em revistas:

Marsicano, Alberto. “Ragamalika Painting” – The Color Of The Classical Hindustani Music. Londres, 1988. Classical Music Review nº 8.

Marsicano, Alberto. “The influence of the portuguese folk and baroque music in the Indian Classical Music of Goa”. nº 12. Londres, 1989. Classical Music Review

Marsicano, Alberto. “Indian Music – A Infinite Ocean of Microtones". Londres, 199O. Classical Music Review nº 14.

(Vários autores). “Traduções de John Keats”. [Por: Alberto Marsicano]. São Paulo: Humanitas. Publicações FFCLH, USP, 1997. Cadernos de Literatura e Tradução nº 1.

Marsicano, Alberto. “Traduções de Haikais Japoneses”. Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca acional/Ministério da Cultura, 2002. Poesia Sempre nº 17.

Marsicano, Alberto. “Poesia Arábico-Andaluz”. São Paulo:Humanitas. Publicações FFCLH, USP, 2003. Cadernos de Literatura e Tradução nº 5.

 

Artigos publicados em jornais:

Marsicano, Alberto. “Passei do Nirvana ao Inferno na Índia”. Folha de São Paulo, 2 de Abril de 1992.

Marsicano, Alberto. “Música das Esferas Abala Pedras Milenares”. Folha de São Paulo, 20 de Agosto de 1992.

 

Marsicano, Alberto. “Música Local Tem Dois Sistemas”. Folha de São Paulo, 15 de Junho de 1995.

Marsicano, Alberto. “A Trilha Errante de um Mestre do Haikai”. O Estado de São Paulo, 16 de Agosto de 1997.

Apresentação | Créditos | Contato | Admin

ISBN:   85-88464-07-1

Universidade Federal de Santa Catarina

Centro de Comunicação e Expressão

Apoio:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Última atualização desta página

©2005-2022 - NUPLITT - Núcleo de Pesquisas em Literatura e Tradução

Site melhor visualizado em janelas com mais de 600px de largura disponível.